Reclicar a imundície golpista
O amarelo que os golpistas usaram nas manifestações para dar o golpe de Estado de 2016 se transformaria no amarelo pela Democracia
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
brasil-pro-bolsonaro-012
O amarelo golpista, transmutado para amarelo democrático | Foto reprodução veja

A Folha de S.Paulo, tem a pretensão de ser o veículo de informação, que nunca erra. Não é novidade, de as pesquisas Datafolha, apresentarem um percentual coincidente com o que o próprio jornal pensa. Trata-se na realidade de campanha em defesa de uma determinada política.

Desta vez, a operação política da burguesia, a Folha, lança-se na ressignificação do amarelo, a cor que dominou as manifestações de 2016, pelo golpe de estado. O amarelo que os golpistas usaram nas manifestações para o golpe no PT dar, agora, o mesmo amarelo, se transmutaria para ser o amarelo pela Democracia.

A Folha reivindica para si a pseudo liderança no movimento das Diretas Já, de 1984, ao tempo em que também defendia o amarelo, com tarja amarela diária em seu jornal, com os dizeres, “Folha de S.Paulo, Pela Democracia, Use o amarelo”. O que passa a repetir os mesmos dizeres, agora precedido pela letra hashtag, tecla do jogo da velha, #UseAmarelo pela Democracia. Muda o slogan da Folha de S.Paulo desde 1961, que ao invés de Um Jornal à Serviço do Brasil, propõe-se até às eleições presidenciais de 2022, de ser “Um Jornal à serviço da Democracia”.

Lançou, domingo, 28, uma campanha publicitária e especial jornalística. No mesmo dia que iniciou um curso gratuito para interessados em conhecer a história para não repeti-la.

“Trata-se de uma operação política audaciosa da parte mais importante do golpe de 2016, tentando se apoderar de um movimento de tipo democrático. De que seria de oposição a Bolsonaro, que seria de oposição ao golpe de Estado, analisa Rui Costa Pimenta, em sua análise semanal, na TV 247. “Uma jogada extremamente audaciosa de transformar os golpistas de 2016 em defensores da democracia. É muito cinismo. É muita audácia”, enfatiza Rui.

Essas pessoas são mais ameaçadoras do que Bolsonaro. Foi esse pessoal da Folha que agora quer se passar por democrata. Se amanhã, Bolsonaro ou outra forma de fascismo triunfar, vai triunfar com o apoio deles. Da folha também. Amanhã, se a burguesia sentir a necessidade de dar um golpe militar, eles vão apoiar o golpe militar. Eles elegeram o bolsonaro pra não deixar o PT ganhar. Entre o PT e Bolsonaro, eles são Bolsonaro, finaliza Rui Costa Pimenta, em sua análise de todas as terças, na TV 247, com transmissão simultânea com a COtv.

A pesquisa do Data Folha, que traz 75% de apoio à democracia como forma de governo, coincide com a campanha amarela da Folha “pela Democracia”, ou seja, com o que os donos da Folha pensam. As pesquisas são sempre uma campanha em defesa de uma determinada política. A política do Estamos Juntos, Somos 70%, a Frente Ampla, da qual a folha é porta-voz, defendem a politica do “fica Bolsonaro”, talvez a de Bolsonaro ser “colocado na linha”, até 2022. Fora Bolsonaro, nem pensar.

 

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas