Pesquisa mostra: depois do golpe, ninguém mais acredita na justiça

stf-1

A pesquisa CNT/MDA, realizada de 9 a 12 de maio de 2018 e divulgada pela CNT (Confederação Nacional do Transporte) ontem, teve resultados que mostram que depois do golpe, a instituição do Poder Judiciário está totalmente sem credibilidade.

A pesquisa revelou a insatisfação dos brasileiros com a atuação do Poder Judiciário. Ao todo, 55,7% desaprovam sua atuação, 89,3% desconfiam da Justiça e 90,3% afirmam que ela não trata todos de maneira igual. Ante uma imensa maioria que vê desigualdade no tratamento dado pela Justiça aos brasileiros, apenas 6,1% disseram crer que a Justiça trata todos de maneira igual e 3,6% disseram não saber ou não responderam.

A Igreja é a instituição em que os brasileiros mais confiam, com a preferência de 40,1% dos responderam a pesquisa. Em seguida estão as Forças Armadas, com apoio de 16,2% dos entrevistados, e a Justiça sobra com 8,6%. A imprensa, que muitos já sabem ser golpista, oportunista e mentirosa,  é a instituição mais confiável para apenas 5%, seguida pela polícia (4%), governo federal (2,2%), Congresso Nacional (0,6%) e os partidos políticos (0,2%). Dezoito por cento dos entrevistados disseram não confiar em nenhuma dessas instituições e 5% não sabem ou não responderam. O instituto MDA ouviu 2.002 pessoas em 137 municípios.

Assim, se vê que nesse vácuo de confiança institucional, as igrejas se tornam um pilar para a população, assim como as forças armadas. As explicações para isso são diversas e devem ser exploradas e deve ter a ver com a fraude na pesquisa, que sempre tem.

Depois do golpe, a justiça perdeu completamente sua moralização perante a sociedade, e é diante desse sentimento que é preciso organizar uma ampla reação contra a direita, pela liberdade de Lula e contra o Poder Judiciário golpista.