Ocultação de cadáver em massa
Segundo levantamento, o governo Bolsonaro ocultou 33 mil mortos de coronavírus no País
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
São Paulo (SP), 01.04.2020 - Sepultamentos-SP - Sepultamentos no cemitério da Vila Formosa, zona leste da capital paulista, na manhã desta quarta-feira (01). Coveiros utilizam roupas especias, para evitarem a contaminação em sepultamentos com suspeita de coronavírus (Covid-19). (Foto: Paulo Guereta/Photo Premium/Folhapress) ORG XMIT: Fotógrafo
Bolsonaro e toda direita são genocídas | Foto: Reprodução

Um levantamento realizado pela Vital Strategies, uma organização mundial de pesquisadores, estima uma omissão de 33 mil mortes nos dados oficiais do governo Bolsonaro. Esses casos entraram para as estatísticas como SRAG (síndrome respiratória aguda grave), a chamada subnotificação. Mas esses 33 mil possuíam três ou mais sintomas do novo coronavírus. Sem nenhuma testagem, e mesmo se tivesse dado negativo, os casos deveriam receber o diagnóstico de suspeito. Isso colocaria o Brasil em um número de 220 mortos, sendo que os atuais óbitos estão sendo contabilizados como fraudulentos 190 mil. 

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas