Burguesia reacionária
Manipulação de dados pelo jornal golpista só consegue comprovar que ele próprio, como representante da classe dominante, é contra um dos direitos mais elementares da mulher
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
globo
Rede Globo | Foto: Reprodução

Em sua edição desta quinta-feira (20), o jornal golpista O Globo, um dos principais representantes da burguesia, publicou uma matéria com o seguinte título:

Os dados chamam bastante a atenção, uma vez que qualquer pessoa que viva no Brasil sabe que isso não é realidade. Cerca de 1,5 milhão de mulheres praticam o aborto anualmente, o que já corresponde a cerca de 1% do total de adultos no País. Se a reprovação ao aborto fosse assim tão grande, seria impossível que houvesse tantos abortos acontecendo, muito menos acobertados pela sociedade.

Poderíamos, portanto, chegar a conclusão que os dados estão falsificados.Algo bastante natural, visto o histórico golpista das Organizações Globo. Contudo, sem descartar essa possibilidade, expomos o gráfico apresentado pelo próprio jornal O Globo, que mostra que, na verdade, apenas 13% da população é, de fato, irredutivelmente contra o aborto:

No fim das contas, a única coisa que o Globo conseguiu provar é que, ele próprio, como um típico representante da burguesia e inimigo dos trabalhadores, é contra o aborto.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas