Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
37381677360_9ac9126985_k
|

Os golpistas estão desesperados para tirar os líderes do PT do jogo político. Como em todo regime de exceção, pessoas de notoriedade que questionem ou que ameacem de alguma forma o sistema de domínio estrangeiro imposto ao Brasil devem ser eliminadas o mais rápido possível. Por essa razão, a senadora e presidenta do PT, Gleisi Hoffmann e o ex-ministro Paulo Bernardo vão ser levados a julgamento no STF, sem nenhuma prova, por supostamente terem pedido e recebido R$ 1 milhão em propina, em função de um suposto esquema de corrupção na Petrobras.

Depois de mandar para a cadeia de forma totalmente ilegal figuras como Lula, José Dirceu, Antônio Palocci, dentre outros, o judiciário brasileiro está acelerando o processo contra Gleisi e Paulo Bernardo, também com a intenção de encarcerá-los e, principalmente, cassar o mandato da senadora, uma das pessoas mais ativas na luta contra o golpe no Congresso, visando calá-la de forma definitiva.

Mais uma vez, a acusação se baseia em declarações, as chamadas “delações premiadas”, de outros réus presos, interessados em falar o que os poderosos esperam deles, com o fim de obterem benefícios penais e se livrarem de penas severas.

E, como se sabe, o PT é o maior partido de oposição do regime golpista, tendo a burguesia aliada do imperialismo se empenhado em eliminá-lo do cenário político antes que ele retome o poder por meio das eleições.

É preciso que o povo tenha consciência da farsa, não acredite na imprensa capitalista, e saia às ruas para exigir a imediata libertação de todos os presos políticos.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas