Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Former Brazilian President  Lula da Silva is seen next to Senator Farias during a rally in Porto Alegre
|

Da redação – Ontem, terça-feira (19), o judiciário decidiu se lançar em mais uma frente de perseguição ao Partido dos Trabalhadores (PT). A segunda turma do Supremo Tribunal Federal (STF) à Justiça Eleitoral enviou um inquérito sobre Lindbergh Farias que envolve um suposto recebimento da Odebrecht de recursos não declarados.

A decisão de enviar para a Justiça Eleitoral foi de Edson Fachin, que agiu de acordo com a decisão da semana passada que definiu a competência da Justiça Eleitoral para investigar crimes de corrupção quando envolverem caixa 2 de campanha e outros crimes comuns. A decisão de Fachin foi acompanhada por Celso de Mello, Gilmar Mendes e Ricardo Lewandowski

Trata-se, entretanto, de mais um avanço da perseguição política. Lindbergh Farias também está na mira dos golpistas, assim como todo o PT. Segundo o inquérito, o ex-senador teria recebido esses recursos não declarados nas campanhas eleitorais de 2008 e 2010 para a prefeitura de Nova Iguaçu (RJ).

O caso, porém, é baseado em delações, ou seja, não existem provas concretas contra o político petista, que revela mais uma vez a farsa do processo e também a intensa perseguição política contra a esquerda.

Assista também a entrevista de Lindbergh Farias à Causa Operária TV:

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas