Pernambuco: caminhoneiros continuam greve em Suape

unnamed (2)

A greve dos caminhoneiros já conseguiu atingir todo o país, denunciando nacionalmente uma das consequências do golpe: a alta absurda do preço do combustível. Em Pernambuco, a paralisação dos caminhões e os bloqueios sobretudo no Porto de Suape fizeram com que vôos fossem cancelados no Aeroporto Internacional dos Guararapes e que 50% da frota de ônibus saísse de circulação na Região Metropolitana do Recife.

No dia 23, uma liminar foi emitida obrigando o fornecimento de combustível ao Aeroporto dos Guararapes. No entanto, a medida não foi cumprida, pois os caminhoneiros se recusaram a tirar os caminhões de Suape. Firmes no protesto contra o abuso do governo golpista, os caminhoneiros permaneceram em greve em Suape.

Ontem, foram enviadas as Forças Armadas para obrigar os caminhoneiros a permitir que caminhões abastacessem o Aeroporto dos Guararapes. Até o fechamento desta edição, a investida do Exército ainda não havia chegado a um desfecho.

É necessário permanecer em protesto à alta do preço do combustível é intensificar a luta contra a privatização da Petrobras.

Não à privatização da Petrobras! Abaixo o golpe! Não ao golpe militar!