Universidade Marxista
Após cerca 2 meses, mais de 1300 inscritos, 16 aulas e 50 horas de curso, o evento se encerra com enorme sucesso, sendo a principal atividade de formação marxista e política no País

Por: Redação do Diário Causa Operária

Nesta terça (16) ocorreu a última aula do curso “O que foi o stalinismo”, da 46ª Universidade de Férias do Partido da Causa Operária (PCO) e da Aliança da Juventude Revolucionária (AJR). Após cerca 2 meses, mais de 1300 inscritos, 16 aulas e 50 horas de curso, o evento se encerra com enorme sucesso, sendo a principal atividade de formação marxista e política no País.

As aulas

Ministrado pelo companheiro Rui Costa Pimenta, presidente nacional do PCO, o curso se iniciou com uma apresentação mais geral sobre o papel histórica do stalinismo. Em seguida, passou-se a uma longa caracterização do fenômeno da burocracia soviética (o stalinismo) como uma força social que se tornou um elemento contrarrevolucionário. Isto chegou a tal nível de degeneração, que o stalinismo foi responsável por ajudar o capitalismo, diante de toda a crise das décadas de 20 e 30 do século XX, a ter uma sobrevida. Foi assim que o companheiro Rui cravou:

“Stálin foi o santo padroeiro do capitalismo.”

Em seguida, as aulas passaram a explorar quais eram as condições sociais e econômicas da Rússia, advindas da Revolução de 1917 e da Guerra Civil de 1918-1921, em que se desenvolveu a tendência a burocratização do Partido Bolchevique e do governo operário.

As aulas então passaram a abordar elementos complexos da ascensão da burocracia e da disputa política no seio do Partido e do governo, que ocorreu sobretudo a partir da morte de Lênin (1924) e passou a opor Zinoviev, Kamenev e Stálin contra Trótski.

Entre citações de registros históricos, conceitos e anedotas e muitas perguntas das mais variadas, as aulas trataram de todas as questões mais conhecidas – como a coletivização forçada no campo – e menos conhecidas – como as articulações de Stálin pelo controle do aparelho do Partido e do Estado e suas manobras medíocres, como a formação de camarilhas.

Na 2ª parte, o curso também abordou a política externa da burocracia. Tendo 3 aulas dedicadas a mostrar os erros críticos e sistemáticos que o stalinismo cometeu e que resultaram, por convicção e/ou omissão, na derrota de todas as principais revoluções até a 2ª Guerra Mundial, com implicações que afetaram negativamente todos os partidos comunistas no mundo. Destaque para a ascensão de Hitler e do nazismo, que foram beneficiados por esta omissão.

Nas últimas aulas tratou-se do problema da repressão histórica do stalinismo, que resultou num verdadeiro massacre dos revolucionários. Se é verdade que o regime stalinista não matou mais pessoas que o regime nazista, o stalinismo foi o principal exterminador de comunistas, revolucionários no mundo todo, liquidando com gerações inteiras de dirigentes e militantes marxistas, como o próprio Comitê Central que liderou a revolução de 1917, com destaque para o próprio Leon Trótski.

“O stalinismo é uma coisa podre, anti-marxista e anti-comunista.” (Rui Costa Pimenta, durante última aula do curso)

O curso terminou abordando o fim da 2ª Guerra Mundial, a partilha dos países derrotados e o papel que Stálin teve em ajudar o imperialismo a restaurar o capitalismo na Europa, destruído pela guerra. A burocracia stalinista então se converteu em executora da política do imperialismo norte-americano e britânico, na defesa e propagação da “democracia”.

O companheiro Rui lembrou do crime de guerra dos americanos, que varreram do mapa Hiroshima e Nagasaki com o uso da bomba atômica, a cumplicidade do stalinismo, que se calou diante de tamanha atrocidade, bem como suas implicações, que continuarão na próxima Universidade Marxista, em julho. Ele destacou que:

“A derrota do nazismo não levou à democracia, mas a golpes de Estado e ditaduras de tipo fascista em todos os lugares do mundo, apoiados pelos ‘democratas’, sobretudo norte-americanos.” (Rui Costa Pimenta, durante última aula do curso)

Aula 1 – O papel histórico do stalinismo

Vídeo da Aula 1

Aula 2 – O que aconteceu na URSS

Vídeo da Aula 2

Aula 3 – O que foi a URSS

Vídeo da Aula 3

Aula 4 – O ascenso da burocracia

Vídeo da Aula 4

Aula 5 – Revisão e Partido Bolchevique

Vídeo da Aula 5

Aula 6 – Os primeiros anos do poder bolchevique

Vídeo da Aula 6

Aula 7 – A guerra civil e a NEP

Vídeo da Aula 7

Aula 8 – A crise de 1921

Vídeo da Aula 8 – Clique aqui para assistir

Aula 9 – A crise de 1923 e a morte de Lênin

Vídeo da Aula 9 – Clique aqui

Aula 10 – A derrota das oposições

Vídeo da Aula 10

Aula 11 – O grande organizador de derrotas parte 1

Aula 11

Aula 12 – O grande organizador de derrotas parte 2

Vídeo da Aula 12

Aula 13 – O grande organizador de derrotas parte 3 e a catástrofe econômica

Vídeo da Aula 13 – Clique Aqui

Aula 14 – O massacre dos revolucionários

Aula 14 – Clique Aqui

Aula 15 – O stalinismo e a guerra

Vídeo da Aula 15

Aula 16 – Contrarrevolução Mundial

Vídeo da Aula 16

Se você perdeu alguma aula ou ainda não se inscreveu no curso, as 16 aulas estão disponíveis na plataforma da Universidade Marxista e ainda dá tempo ter acesso a todo o conteúdo até aqui, acessando universidademarxista.pco.org.br.

A plataforma da Universidade Marxista

Enciclopédia Marxista

Para dar suporte a assimilação dos personagens que se destacaram durante os períodos estudados nos cursos, a Universidade Marxista criou uma Enciclopédia para hospedar uma gama enorme de pequenas introduções sobre os homens e mulheres que participaram destes grandes acontecimentos históricos. Ela compila centenas de verbetes, que são constantemente atualizados.

Biblioteca Socialista

Se a enciclopédia ajuda a compreender quem são as pessoas que fizeram história, para dar suporte aos conceitos e teorias estudadas no curso, a Universidade Marxista criou a Biblioteca Socialista. Nela, é possível ler ou mesmo baixar livros como “A Revolução Traída”, de Trótski, uma das principais bases teóricas do curso.

Bibliografia

Stálin, Leon Trótski

A revolução Traída, Leon Trótski

Escritos sobre o stalinismo, Leon Trótski

Stálin, Jean-Jacques Marie

Stálin, de Isaac Deustscher

Trotskismo, Jean-Jacques Marie

Stálin, de Domênico Losurdo

Stálin, de Grover Furr

Stálin, de Ludo Martens

Trótski (3 volumes), de Isaac Deutscher

Depoimentos, Universidade e Escola Marxistas

Durante a última aula, após quase 3 meses de curso, 50 horas de aula, centenas de livros e verbetes e diversas reuniões dos grupos de estudo, o chat ao vivo da transmissão ficou lotado de comentários com muitos agradecimentos e elogios à atividade e à sua qualidade, mostrando que a Universidade deixará saudade e que os participantes já estão ansiosos para a próxima.

“Parabéns ao PCO por esse excelente curso de formação política.” (Karina no chat ao vivo)

“Assim que sair o curso [da Escola Marxista] vou me matricular.” (Lenise, no chat ao vivo)

“Militei um tempo PCdoB. Realmente, não tinha essa visão [sobre o stalinismo].” (Reginaldo Lima, no chat ao vivo)

“Faz 2 anos que passei a acompanhar o Rui, suas análises, suas falas, agora, este excelente curso. Uma garota surpresa! A objetividade que ele emprega no seu ensino, no que observa a abordagem marxista, traz à luz do dia o desenrolar dos acontecimentos, seja da história, da luta de classes, da política, e tudo mais, tornando tudo cristalino, descomplicado, coerente. Aquela sua biblioteca surrada, que costuma aparecer nas lives, com seus livros efetivamente folhados, estudados, representa a concretude do seu saber, assim como o PCO, sob sua liderança, da sua atividade política. É assim que eu o apreendo. E aprendo.” (Nelson Horo, no chat ao vivo)

“Parabéns a toda equipe do PCO pelo excelente curso! Contribuição brilhante para a formação política no Brasil.” (Paulo Corrêa, no chat ao vivo)

Foi neste clima que ao final da aula, o companheiro Rui Costa Pimenta, presidente nacional do PCO e que ministrou o curso, anunciou o próximo curso da Universidade Marxista, que ocorrerá ainda neste 1º semestre e terá como tema “Democracia, socialismo e revolução”. Segundo ele, devido às polêmicas que tem surgido no país atualmente e que distorcem a defesa dos direitos democráticos da população, sobretudo por parte do PCO, como se fosse uma defesa do liberalismo. Ou seja, a necessidade de recolocar o programa marxista em relação às reivindicações democráticas.

O companheiro Henrique Áreas, secretário de agitação e propaganda do PCO, que apresentou a maior parte do curso, também anunciou que ainda antes da próxima Universidade Marxista ocorrerá, já a partir do próximo fim de semana, a Escola Marxista. A atividade consistirá de um curso de 1 dia e será realizada em caráter semi-presencial em cerca de 150 cidades no Brasil e no exterior, tendo como tema “Bolchevismo e stalinismo”, baseado no livro de mesmo título de Leon Trótski. Para participar, bastará adquirir o livro, que custa R$ 25,00 ou pagar uma inscrição simbólica de R$ 10,00.

Send this to a friend