46a Universidade de Férias
As inscrições para a quadragésima sexta universidade de férias ainda estão abertas. Inscreva-se e tenha acesso as aulas gravadas e assista as próximas ao vivo online!
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
2020.12.16 46 Universidade de Férias
Propaganda do maior curso sobre o stalinismo já feito. | Foto: Universidade Marxista/PCO

O curso da 46a Universidade de Férias da Fundação João Jorge Costa Pimenta, da Aliança da Juventude Revolucionária e do Partido da Causa Operária iniciou seus trabalhos na noite de ontem, terça-feira, com uma introdução ao tema do Stalinismo. A aula inaugural ministrada pelo companheiro e Presidente Nacional do PCO, Rui Costa Pimenta, foi um enorme sucesso e reuniu mais de 1000 pessoas inscritas e centenas assistindo simultaneamente, uma conquista histórica para um curso de formação política no Brasil e para um partido operário e revolucionário.

Segundo disponibilizado, o curso terá no mês de janeiro, o primeiro dos dois meses de curso, adentrado na sua primeira parte que consiste em uma breve introdução ao tema do Stalinismo, também à tomada do poder pela burocracia após a revolução até o tratado de Yalta. De fato, os tópicos abordados a seguir serão de extrema importância para o curso que abordará um dos mais importantes fenômenos políticos do Século XX de forma minuciosa, passando pelos mais importantes eventos políticos do século passado e em todos os lugares do mundo, com destaque para URSS, cuja influência no mundo todo foi enorme.

O Tema do Stalinismo foi escolhido inicialmente pela razão do “ressurgimento” de uma ideologia dita stalinista por ideólogos propagandeados pela imprensa burguesa golpista no Brasil. Sob a alcunha de “revolucionária”, a ideologia contrarrevolucionária do Stalinismo confunde parte significativa da militância com aspirações combativas na esquerda. Na prática, o plano é minar as forças da esquerda, principalmente da juventude, que planejam lutar contra o golpe de estado em curso.

Por este motivo, o curso tem uma importância fundamental na atual situação política. Portanto, o curso não é só para os militantes e simpatizantes da esquerda, que já acompanharam inúmeros cursos ministrados na tradicional Universidade de Férias ao longo dos anos, mas também, para toda classe operária com a função de esclarecer o tema de uma vez por todas. Já que a associação do stalinismo com o socialismo gera desilusão e descrença na luta revolucionária, é preciso combater esta ideologia e demonstrar que se trata de uma deturpação, de algo oposto ao trotskismo e à doutrina marxista.

Para tanto, é preciso desmontar toda uma mitologia criada pelos setores da esquerda sobre o fenômeno do Stalinismo, combatendo assim os ideológos “pseudo-stalinistas” e o stalinismo, que não passa do culto a personalidade de Stalin. Com isso, as exposições pretendem expor as deturpações do marxismo feitas por Stalin, a ação contrarrevolucionária do “grande organizador de derrotas” e do intelectual medíocre. A tarefa é contribuir com o esclarecimento de amplos setores da esquerda desassociando a luta revolucionária e o socialismo do stalinismo e da ideologia contrarrevolucionária.

Para aqueles que ainda não se inscreveram, a próxima exposição, programada para esta quinta-feira, tratará da lacuna entre a vitória da Revolução na Rússia e a ascensão ao poder pela burocracia. O objetivo será explicar o que aconteceu dentre este período e preparar o conteúdo para um aprofundamento sobre as condições que tornaram este evento histórico possível e quais as características da burocracia e dos eventos causados por ela.

É preciso ressaltar também que, além desta primeira parte em janeiro, o curso terá uma segunda parte em fevereiro, também as terças-feiras e quintas-feiras que dará continuidade aos estudos sobre o Stalinismo até o fim da União Soviética e os dias atuais. Esta segunda parte também está incluída no valor módico de cem reais, com as mesmas condições das aulas ministradas em janeiro. Para aqueles que ainda não se inscreveram no curso, as inscrições continuam abertas.

Também sobre o Stalinismo, está sendo preparada uma terceira parte com aulas ministradas pelo Rui Costa Pimenta que esgotará o tema e está programada para o meio deste ano em que será realizada a 47a Universidade de Férias, a próxima edição do maior curso de formação política da esquerda brasileira. Não está definido ainda se o curso será ministrado como de costume, presencialmente em um acampamento com espaço para lazer, ou se será ministrado online.

Para acompanhar a segunda aula, e demais aulas, do curso que condensará quase 70 anos da história em um curso sem precedentes, basta se inscrever no site https://universidademarxista.pco.org.br/. Depois, cadastrar seu login e senha. Comprar o curso atual “O que foi o Stalinismo: uma análise marxista” que está disponível no site por apenas 100 reais e ter acesso a todo o curso online ao vivo e gravado, contando também com todo o acervo digital da biblioteca socialista e da enciclopédia socialista também. É necessário lembrar também que ao fim de cada exposição, cada uma com duas horas de duração, seguir-se-á um bloco de perguntas com duração de uma hora em que todos os presentes poderão perguntar diretamente ao palestrante suas dúvidas.

Junte-se às mais de 1000 pessoas inscritas e venha participar conosco do maior curso de formação política, inscreva-se!

Página Princial

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas