Siga o DCO nas redes sociais

Demagogia burguesa
Pelo quarto ano, DEM cancela verba para o carnaval em Rio Claro (SP)
Avança a ditadura da direita golpista contra a cultura popular brasileira
carnaval (1)
Demagogia burguesa
Pelo quarto ano, DEM cancela verba para o carnaval em Rio Claro (SP)
Avança a ditadura da direita golpista contra a cultura popular brasileira
Escolas de samba não vão desfilar em Rio Claro e integrantes reclamam — Foto: Paulo Chiari/EPTV
carnaval (1)
Escolas de samba não vão desfilar em Rio Claro e integrantes reclamam — Foto: Paulo Chiari/EPTV

Em mais um ato de demagogia da prefeitura do DEM em Rio Claro (SP), pelo quarto ano seguido, os integrantes das escolas de samba de Rio Claro (SP) não irão para a avenida desfilar na festa do povo. A decisão demagógica da prefeitura direitista em não patrocinar o carnaval tem causado desgosto na sociedade civil e no meio cultural.

Demagogia barata

Segundo a prefeitura, a prioridade é usar os recursos públicos especialmente para a saúde, segurança e educação, e não para os desfiles das escolas de samba. Porém, uma rápida pesquisa no Google, nos evidencia o contrário. Há hospitais centrais sem investimentos, diminuindo atendimentos, atendimentos de saúde nos bairros sem médicos e escolas públicas com irregularidades de segurança e até mesmo higiene. Tudo faz parte do assalto da direita aos cofres públicos, parte do golpe de Estado levado à cabo contra Dilma Rousseff em 2016, e agora, estão destruindo a saúde e educação pública ao passo que também acabam com a cultura.

Humilhação da cultura largada de canto e galpões cheios de pó

Na escola Unidos da Vila Alemã (UVA), o galpão esta sem movimento, sem verbas, acumulando poeira nas alegorias e nos troféus que guardam lembranças de vitórias passadas. Após a direita destruir o desfile, o diretor Elder Baungartner tenta manter a tradição do samba com outras atividades.

“Fica bastante difícil para as escolas se manterem. A gente tem feito eventos aqui na quadra e a gente tem mantido nossa samba show, que desse jeito a gente mantém a bateria ativa e a gente agrega as pessoas que querem participar junto”, denunciou.

Integrantes da UVA se programaram para fazer parcerias com outras escolas e se apresentarem em cidades vizinhas, passando por uma situação de humilhação onde utilizarão toda a estrutura, fantasias e carros alegóricos de outros.

Ditadura da direita contra a cultura

Aqui está evidente mais um caso de demagogia da direita golpista, que esta atacando todas as organizações populares, culturais, esportivas, em um avanço ditatorial brutal.

A prioridade desses burgueses é encher os cofres dos capitalistas com a dívida pública que eles mesmos criaram, enquanto sucateiam tudo que é do povo. Querem destruir a festa do povo, utilizando a polícia para reprimir o povo nas ruas nos últimos anos, cobrando multas de blocos que estejam “ilegais” perante a lei burguesa, e para além disso, acabando com blocos de rua de décadas de tradição dentre o povo.

É preciso lutar nas ruas pelo Fora Bolsonaro, agitar os quatro cantos do Brasil e parar o país. A burguesia não vai calar o carnaval, festa do povo!