Neste final de semana
II Conferência dos Comitês debaterá os principais temas políticos nacionais e internacionais, como o direito ao armamento da população diante da intensificação da repressão estatal
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
milibol
Na Venezuela, o povo está armado na milícia bolivariana e por isso o governo chavista nunca caiu |

Da redação – A PM tem demonstrado de maneira escancarada que é um instrumento do Estado para massacrar o povo pobre e trabalhador. A chacina de Paraisópolis foi um exemplo claro de como isso funciona: tratam-se de ações terroristas do Estado, é um terror constante contra a população.

Nos outros países da América Latina, vemos o mesmo cenário. No Chile, onde uma imensa mobilização colocou o governo Piñera contra a parede, o regime se endureceu e se parece cada vez mais com a ditadura de Augusto Pinochet, com os militares nas ruas disparando a torto e a direito contra os manifestantes e a população em geral.

Na Bolívia, após o golpe fascista contra Evo Morales, a polícia deu início a um banho de sangue contra os indígenas, camponeses e operários. No Equador, o primeiro país dessa onda recente de mobilizações, houve praticamente uma instauração de uma ditadura militar por parte de Lenín Moreno, que também promoveu uma repressão violentíssima.

Em todos esses casos a população estava desarmada e não teve como reagir à altura das barbaridades e arbitrariedades dos governos golpistas.

Esses exemplos comprovam de maneira absoluta a necessidade de armar as amplas massas populares, para que possam se proteger da mão de ferro do Estado, controlado por fascistas.

Essa questão será um dos temas a debatidos durante a II Conferência Nacional dos Comitês, a ser realizada no próximo final de semana (14 e 15) em São Paulo. Ela é aberta para todos os interessados e para se inscrever basta acessar este endereço.

 

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas