Siga o DCO nas redes sociais

Roubo do dinheiro do povo
Pedágio volta a ser cobrado na linha amarela no Rio de Janeiro
Após a Câmara Municipal votar contra a cobrança, empresa entra na justiça e mantém o pedágio
praca-de-pedagio-da-linha-amarela-de-concessao-com-a-linha-amarela-sa-lamsa-no-rio-de-janeiro-nesta-segunda-feira-1572266292594_v2_1920x1280
Roubo do dinheiro do povo
Pedágio volta a ser cobrado na linha amarela no Rio de Janeiro
Após a Câmara Municipal votar contra a cobrança, empresa entra na justiça e mantém o pedágio
Pedágio, a privatização das estradas do povo.
praca-de-pedagio-da-linha-amarela-de-concessao-com-a-linha-amarela-sa-lamsa-no-rio-de-janeiro-nesta-segunda-feira-1572266292594_v2_1920x1280
Pedágio, a privatização das estradas do povo.

A Linha Amarela, trecho que liga as zonas oeste e norte do Rio de Janeiro, voltou a ter a cobrança de pedágio na última quarta-feira, 6, após decisão judicial, a qual passou por cima da decisão do legislativo, da Câmara Municipal do Rio, que havia decidido pelo fim da cobrança do pedágio no local.

A decisão da Câmara aconteceu no dia 5, a empresa que administra o pedágio, Lamsa, recorreu na justiça e obteve a manutenção da cobrança. A tarifa é um verdadeiro assalto ao bolso da população, R$ 7,50. O pedágio nada mais é do que uma forma de extorsão do dinheiro do povo para os bolsos dos capitalistas.

O caso também revela o papel do judiciário golpista, o qual atuou favorável aos interesses empresarias, determinando a manutenção da cobrança do pedágio na Linha Amarela.

A única forma de colocar um fim aos pedágios, ou seja, a privatização das ruas, estradas e rodovias é por meio da mobilização popular. É necessário colocar abaixo esse esquema de assalto da população.