Saúde da mulher
No dia 11 de dezembro, a direção Cisam anunciou a suspensão no atendimento de casos não emergenciais e cirurgias eletivas programadas.
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
e91be3c6f9a98aa1f2c6aee244fd61c6_16019101013939_117617015
Unidade ambulatorial do Cisam, em Recife, referência brasileira em saúde reprodutiva da mulher | Foto: Divulgação Universidade de Pernambuco
e91be3c6f9a98aa1f2c6aee244fd61c6_16019101013939_117617015
Unidade ambulatorial do Cisam, em Recife, referência brasileira em saúde reprodutiva da mulher | Foto: Divulgação Universidade de Pernambuco

Na sexta-feira passada, dia 11 de dezembro, a direção do Centro Integrado de Saúde Amaury de Medeiros (Cisam) anunciou a suspensão no atendimento de casos não emergenciais e cirurgias eletivas programadas. Toda a equipe de trabalhadores das diversas categorias do Cisam lutam para evitar o colapso da entidade e manter a prestação de serviço à população, serviços esses reconhecidos nacionalmente pela qualidade.

A suspensão dos atendimentos de casos não emergenciais e cirurgias eletivas programadas é uma consequência do quadro de sucateamento que se encontrava o Cisam, que se aprofundou com a pandemia de covid-19. Hoje há 127 profissionais afastados por problemas de saúde, entre eles covid-19 e este quadro reduzido é insuficiente para fornecer o contingente mínimo de 38 enfermeiros e 39 técnicos para recompor as escalas.

A Central Única dos Trabalhadores Pernambuco (CUT-PE) divulgou uma nota de repúdio à política de descaso e falta de investimento do governo Paulo Câmara (PSB). A Seção Sindical dos Docentes da Universidade de Pernambuco (Adupe) emitiu nota de apoio ao Cisam.

“Na verdade, os problemas que acometem o Cisam não são recentes. Há muito tempo a unidade sofre com a insuficiência do quadro de pessoal, com a falta dos insumos e equipamentos e com os problemas de ordem estrutural. O colapso ao qual chegou infelizmente já era esperado. Ele é conseqüência da atual política de redução dos recursos para a saúde pública, agravada ainda mais após a edição da Emenda Constitucional nº 95/2016, que congelou os recursos da saúde e da educação por 20 anos” em nota da Adupe.

Esse cenário caótico no Cisam como na em todo o sistema estadual de saúde pernambucano é uma consequência direta da política do PSB. é o governo do PSB que não garanti o mínimo de segurança e proteção aos profissionais da área de saúde, deixando as unidades de saúde sucateadas, sem efetivo suficiente e com péssimas condições de trabalho.

O Cisam-UPE originou-se da Maternidade Professor Monteiro de Morais, inaugurada em 23 de janeiro de 1946, conhecida como a “Maternidade da Encruzilhada”, nos anos 70 a unidade foi o local onde eram ministradas disciplinas da Faculdade de Enfermagem Nossa Senhora das Graças (FENSG) e da Faculdade de Ciências Médicas de Pernambuco (FESP). 

O Cisam tem uma série de ações junto a ONG ligadas à questão da mulher, recebendo por dois anos o certificado de melhor serviço público estadual na assistência à saúde da mulher. Chegou a recebe o título de “Hospital Amigo da Criança” UNICEF em 1995, em 1996  tornou-se uma referência na assistência à mulher e adolescente em situação de violência sexual e doméstica incluindo o aborto legal, ofertando atendimento no serviço Pró-Marias.

Em 2015, passou a integrar o Comitê de Operações de Emergências em Saúde (COES) do Estado de Pernambuco que discutia os casos de Microcefalia e planejava ações. Em 2016 implantou um atendimento especializado à população Trans – Masculino com equipe interdisciplinar. Em 2012, por força da Resolução Consun nº 18 passou a incorporar o Complexo Hospitalar da UPE. 

Todos os ataques ao Cisam por sua natureza são um ataque direto ao direito da população de atendimento médico, principalmente a um dos setores mais oprimidos da sociedade mulheres e jovens, gestantes e vítimas de violência sexual.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas