Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
universidade-de-pernambuco
|

Da redação – Uma nova tentativa de intimidação dos professores e estudantes foi realizada nesta quinta-feira (08), na Universidade de Pernambuco (UPE).

Uma carta anônima, intitulada “A doutrinação vai acabar”, foi divulgada pela universidade e nas redes sociais. Nela, fascistas listam nomes de professores e pesquisadores da instituição, acusando tanto a eles como a estudantes de “doutrinadores”, “comunistas” e “gayzistas”.

Além disso, a mensagem prega a perseguição de cursos como História e Pedagogia. Defende também o projeto de perseguição política a professores conhecido como Escola Sem Partido, e também o torturador da ditadura militar, Carlos Alberto Brilhante Ustra.

Obviamente, trata-se de fascistas apoiadores de Jair Bolsonaro. E isso é confirmado no final da carta, no qual os autores se declararam “soldados do Mito”.

Os professores e estudantes universitários, bem como de todas as instituições de ensino, devem se organizar para expulsar a extrema-direita desses locais, uma vez que ela quer não somente calar, mas também esmagar os professores e qualquer possibilidade de resistência contra o golpe.

Diante disso, a corrente sindical Educadores em Luta, do PCO, criou uma rede de solidariedade para todos os professores do Brasil, que podem ligar para (11)97244-6304. Trata-se de uma central de denúncias na qual os professores e sindicalistas se aglutinarão para defender todas as vítimas de perseguição nas instituições de ensino.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas