PDT faz chantagem contra o PT por causa do veto a governadores

images (6)

Mesmo após a direita golpista ter conseguido prender o ex-presidente Lula, os trabalhadores continuam revoltados com o golpe e não estão dispostos a se conciliar com aqueles que derrubaram a presidenta Dilma Rousseff. O “plano B”, isto é, a ideia de que a candidatura de Lula deveria ser substituída por alguém sem qualquer vínculo real com o movimento operário, tem sido repudiado pela população.

No entanto, alguns setores golpistas da esquerda nacional – em especial a ala dos governadores do PT e PC do B – têm afirmado que o PT precisaria “sair do isolamento”. Embora isso seja absurdo, pois a candidatura de Lula conta com o apoio maciço da população, esses governadores dizem que os trabalhadores devem esquecer a luta pela liberdade de Lula e votar em Ciro Gomes para presidente da República.

A base do Partido dos Trabalhadores e parte de sua Direção não aceitaram esse ultraje que seria o apoio à candidatura de Ciro Gomes, reagindo de maneira contundente. Ciro Gomes e seus apoiadores, no entanto, não aceitaram as críticas e partiram para ataques, calúnias e teorias mirabolantes veiculadas em blog
de esquerda.

Recentemente, Carlos Lupi, presidente nacional do PDT, foi ainda mais rasteiro na defesa da candidatura de Ciro: resolveu chantagear o PT. Em entrevista ao portal Poder 360, Lupi falou que, caso o PT vete o apoio a Ciro Gomes, o PDT seria capaz de apoiar um candidato da direita no segundo turno. Nas próprias palavras do pedetista, “o PT precisa tomar cuidado. Um veto agora pode inviabilizar, por exemplo, nossa aliança até mesmo no 2o turno”.

Os trabalhadores e setores democráticos não podem se deixar levar pelo discurso do “isolamento” ou do “gueto”. A candidatura de Lula é a única que representa de maneira autêntica a luta contra o golpe e por isso que é apoiada pela maioria da população.

Liberdade para Lula!

Eleição sem Lula é fraude!