Siga o DCO nas redes sociais

PDT apoia intervenção no RJ e padrinho de Ciro nomeia general como candidato ao governo do Ceará
PDT apoia intervenção no RJ e padrinho de Ciro nomeia general como candidato ao governo do Ceará

Há muito tempo o Diário da Causa Operária vem denunciando o caráter direitista de Ciro Gomes, que alguns grupos pequeno-burgueses procuram apresentar como solução para os problemas do país. O pré-candidato entretanto já demonstrou diversas vezes que não passa de uma político burguês profissional, um direitista cínico que procura fazer demagogia com todos os setores para conseguir um bom resultado eleitoral.

Recentemente, Ciro Gomes declarou seu apoio ao General das Forças Armadas que ocupou a secretaria de segurança do Rio de Janeiro, depois da intervenção federal, dizendo que este representava o melhor das forças armadas. Justamente um dos principais culpados pelo aumento da repressão política contra a população trabalhadora brasileira. Além disso, o seu partido, o PDT, apoiou a intervenção no Estado.

Agora, outro fator comprova a aliança deste setor político com os militares. Todos conhecem a relação estreita entre Ciro Gomes e seu padrinho político Tasso Jereissati (PSDB-CE), a quem Ciro deve toda sua carreira política. Então, o General do Exército Guilherme Teóphilo, ex-comandante do Comando Militar da Amazônia, filiou-se ao PSDB e busca conquistar o cargo de Governador do Estado do Ceará, onde o grupo político da família Gomes é extremamente forte.

Isso em um momento em que o estado do Ceará está ameaçado de intervenção militar, assim como ocorreu no RJ. O fato, além do mais, comprova o desenvolvimento de um golpe militar no país; os Generais e Comandantes estão cada vez mais tomando conta da cena política.