Fora Bolsonaro
Partido e comitês de luta retomam atividade regular aos domingos
Curitiba
Militantes no mutirão em Curitiba (PR) | DCO
Curitiba
Militantes no mutirão em Curitiba (PR) | DCO

O Partido da Causa Operária (PCO) decidiu lançar de forma mais concreta a campanha pelo Fora Bolsonaro e todos os golpistas e também a campanha pela candidatura de Luiz Inácio Lula da Silva em 2022 neste novo ano. A forma de colocar a campanha em prática foi retomar as atividades de rua aos moldes dos mutirões feitos pela anulação do impeachment em 2016 e pela liberdade de Lula em 2018.  O objetivo do Partido é impulsionar uma mobilização nacional através dos mutirões realizados pelos ativistas dos Comitês de Luta e pelos militantes do PCO.

Esse domingo passado, dia 14, foi o primeiro do ano e deu o pontapé inicial para a atividade que ocorrerá regularmente aos domingos. 

Diante da desmoralização da operação golpista Lava Jato, que foi o braço jurídico do golpe de Estado de 2016 e da fraude eleitoral que elegeu o presidente ilegítimo Jair Bolsonaro, o Judiciário busca agora uma forma de manter suspensos os direitos políticos de Lula. O objetivo é claro: impedi-lo de concorrer as eleições em 2022. 

Com essa crise, abre-se a necessidade de uma mobilização popular para que os direitos de Lula sejam garantidos. O que está em jogo não é simplesmente os direitos do ex-presidente, mas todo o golpe de Estado dado em 2016, em que a prisão de Lula foi peça fundamental.

Isto é, a candidatura de Lula é a única que pode colocar em prática a unidade da esquerda contra o regime político nascido do golpe de Estado.

Os mutirões ocorrerão em todas as partes do Brasil, de norte a sul. A atividade, no entanto, não se restringe aos limites fronteiriços e também será realizada por militantes dos comitês de luta e do PCO de várias partes do mundo, como por exemplo na Alemanha, França, Portugal, Estados Unidos, e outros países.

No Sul, em Curitiba – capital do Paraná – os militantes se reuniram próximo às Ruínas de São Francisco. Os camaradas montaram uma barraca para a distribuição de materiais da campanha, como panfletos, adesivos, mas também para a venda de materiais, como a rifa dos comitês de luta de 2021. 

A Guarda Municipal da cidade, por sua vez, tentou impedir que os militantes realizassem a atividade, obrigando – os a retirarem sua tenda e seguirem para outro local. 

Em São Paulo, o principal mutirão ocorreu na capital paulista. Dezenas de companheiros se reuniram na Avenida Paulista, uma das principais avenidas da cidade. O evento ocorreu sem intercorrências das 15h até aproximadamente 18h. O ponto em que os militantes e ativistas se encontram já é tradicional, ao lado do MASP (Museu de Arte de São Paulo Assis Chateaubriand). 

Em Brasília, no centro-oeste do país, os militantes realizaram o mutirão na Rodoviária durante aproximadamente três horas, com distribuição de materiais da campanha. 

No nordeste brasileiro, em Salvador, capital do Estado da Bahia, os ativistas e militantes realizaram a atividade na Feira de São Joaquim, na região central da cidade, por cerca de três horas com a distribuição e venda de materiais da campanha Fora Bolsonaro. 

Esses foram apenas alguns exemplos da atividade a nível nacional. 

Em todos os mutirões os militantes estarão distribuindo materiais da campanha Fora Bolsonaro e todos os golpistas, mas também materiais da campanha por Lula presidente em 2022. Também estarão recolhendo assinaturas para o abaixo-assinado que reivindica a anulação de todos os processos contra o ex-presidente. 

Para quem possuir interesse em retirar o material da campanha ou mesmo participar das atividades basta entrar em contato com o Partido da Causa Operária ou com o comitê de luta de sua região. As atividades são abertas para todos os interessados, filiados a partidos ou não. 

O contato pode ser através do telefone 11 99741-0436 ou das páginas do Facebook, clicando aqui

Os comitês são organizações amplas e democráticas e também realizam outras atividades além do mutirão aos domingos, como colagem de cartazes, distribuição de panfletos em terminais, feiras, etc, convocam atos e manifestações, promovem palestras, debates, rodas de discussão e também atividades sociais diversas, como festas e almoços.

Relacionadas
Send this to a friend