fascismo jundiai 1

Neste final de semana, nos dias 11 e 12 de maio, o Partido da Causa Operária realizou o curso “Fascismo, o que é e como combatê-lo” no município de Jundiaí. O curso foi ministrado pelo companheiro Vitor Lara, do Comitê Central do PCO, e foi realizado na sede do Sindicato dos Metalúrgicos do local.

Dezenas de companheiros e companheiras se reuniram para discutir este, que é um tema da maior importância na atual conjuntura política brasileira.

No curso, foi destacado que o fascismo é um fenômeno que deve ser estudado cientificamente, ou seja, através da aplicação do marxismo. Portanto, as concepções de tipo religiosa ou as “receitas de bolo” sobre o que seria o fascismo tem muito pouca relevância.

Já na concepção trotskista, a que é verdadeiramente marxista, o fascismo é um movimento financiado pela grande burguesia nacional e imperialista, que visa esmagar a classe operária e as suas organizações fazendo uso da sua tropa de choque, a pequena-burguesia.

Como forma de se entender mais concretamente o problema do Fascismo, que é bem mais complexo do que pode parecer à primeira vista, o palestrante apresentou em maiores detalhes os processos de ascensão do fascismo nos seus dois exemplos mais famosos: o caso da Itália de Mussolini e o da Alemanha de Hitler.

Como a teoria marxista é materialista, não basta aos revolucionários compreender um determinado fenômeno social, mas é fundamental também que se possa intervir politicamente.

Deste modo, foi apresentada a política defendida por Trotsky diante do fascismo: a construção de uma Frente Única de solidariedade e luta entre as organizações da esquerda e a propaganda e agitação pela formação das milícias operárias. A tarefa principal para o enfrentamento com o fascismo é a construção e o fortalecimento do Partido revolucionário, no caso do Brasil, o PCO.