Centralismo Democrático
Nos 21 e 22 de novembro irá ocorrer a 31ª Conferência Nacional do Partido da Causa Operária
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
pco
Militância do Partido da Causa Operária | Foto: Reprodução

Partido da Cauda Operária, contra os ataques da direita e a política reacionária e capitulador da maioria da esquerda,  duramente atacado pela direita e pela esquerda frente amplista, fez uma campanha politicamente vitoriosa, erguendo em todo o País, uma verdadeira tribuna de luta pelas reivindicações populares diante da crise, opostas e irreconciliáveis, com os interesses da burguesia; denunciou o processo fraudulento e colocou como eixos centrais – para superar a defensiva geral da esquerda e das direções do movimento operário – a defesa da unidade em torno da luta pelo fora Bolsonaro e todos os golpistas, pela restituição dos direitos políticos de Lula e por sua candidatura presidencial, única capaz de unificar as organizações de luta dos explorados e tirar a esquerda da divisão e defensiva atuais.

Três meses após a 30º Conferência Nacional do Partido da Causa Operária que ocorreu nos dias quinze e dezesseis de Agosto, a qual foi responsável pela discussão do carater da campanha do partido nastas eleições,  esta convocando a 31ª Conferência Nacional do Partido da Causa Operária para os dias vinte um e vinte dois de novembro para fazer um  balanço das eleições municipais do ponto de vista da atividade partidária e do resultado eleitoral do ponto de vista da esquerda e da burguesia, como também  discutir as posições políticas do partido para o 2º turno das eleições municipais.  A atividade contara com a participação de centenas de militantes de todo o Brasil, sua 5 regiões e das células do exterior também.

Como destaca o companheiro Antônio Carlos:

“O PCO é um verdadeiro partido revolucionário e democrático, suas deliberações são tomadas como parte de um processo de amplo debate interno, envolvendo seus dirigentes e militantes. Assim, depois da importante participação do Partido nas eleições, nas quais denunciamos o processo fraudulento e defendemos a luta das organizações dos explorados por suas reivindicações e pelo Fora Bolsonaro, vamos fazer um balanço, analisar os resultados, as perspectivas de evolução da crise e deliberar os próximos passos da luta, já que o Partido da Causa Operária não é um partido eleitoral, que fecha as portas após as eleições. Vamos também decidir sobre nossa posição diante do segundo turno das eleições e sobre a continuidade da nossa campanha política em favor da unidade da esquerda pela restituição dos direitos políticos de Lula e por sua candidatura presidencial em 2022, a única – neste momento – capaz de unificar amplos setores na luta contra o regime golpista e promover uma efetiva e necessária mobilização popular contra Bolsonaro e todos os golpistas

Democrática

Esse tipo de conferência com o objetivo de discutir uma atuação centralizada do Partido no 2º turno das eleições é algo único no País, talvez no mundo, nenhum outro partido de esquerda faz algo parecido com os seus militantes e simpatizantes. O PCO é o único partido que faz uma ampla discussão com todos os seus militantes sobre a posição politica do partido frente as eleições.

Como colocou a companheira Lilian Miranda:

“Gostaria de falar sobre a importância da realização da 31º Conferência Nacional do partido da Causa Operária após a realização do 1º turno, isso mostra o quanto o partido é democrático, só o PCO vai realizar uma conferência nacional, para debater o 2º turno nas capitais e cidades que tenham o 2º turno, isso mostra a  importância do centralismo democrático e tirarmos uma diretriz comum entre o que aconteceu no 1º turno, onde, nós lançamos nossos candidatos e agora no 2º turno sem alimentar a ilusão na classe operária em votar em beltrano ou ciclano.”

Revolucionária

Neste sentido, realizar uma atividade partidária para discutir amplamente com todo o Partido uma solução real para os trabalhadores, é revolucionário.

A pauta da conferência também aponta o caráter revolucionário da atividade, o objetivo é discutir o programa político para as eleições, se o partido conseguiu alcançar seus objetivos, para que a nossa atuação nas eleições tenha sido no sentido de alavancar a mobilização popular para um governo operário e socialista, e não para eleger alguma candidatura com interesses individuais e administrativos do regime capitalista falido.

A atividade é fundamental para a construção de um partido operário de massa, como destaca Henrique Simonard:

“A 31º Conferência Nacional do Partido da Causa Operária é uma é uma comprovação da democracia e do caráter revolucionário do Partida da Causa Operária em meio a uma campanha completamente antidemocrática consegue mobilizar sua militância e simpatizantes para discutir de forma democrática a posição do partido para o 2º turno das eleições o que mostra o caráter democrático e revolucionário por que a ampla discussão de ideias e o envolvimento da militância, simpatizantes e em ultima instância das massa é o que caracteriza o movimento revolucionário nesse sentido a 31º Conferência Nacional do Partido da Causa Operária é muito importante.”

 

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas