maxresdefault
|

Foi definido pelo Comitê Central Nacional do Partido da Causa Operária (PCO), que ocorreu na quinta-feira (20), que o partido irá intensificar a campanha pela liberdade de Lula. Lula é o principal preso políticos dos golpistas e sua libertação é algo fundamental para derrotar o golpe de estado.

Como foi visto, e agora comprovado pelos vazamentos da Lava Jato, Lula foi vítima de uma conspiração política que retirou-o das eleições para colocar fascistas Bolsonaro. Uma verdadeira fraude eleitoral. O candidato do povo não pode concorrer.

O governo fraudulento, por sua vez, encontra-se na maior crise política de toda sua existência – até agora. A conspiração da Lava Jato afirma a ilegalidade, não só da prisão de Lula, como da existência do próprio governo. Moro prendeu Lula, Bolsonaro ganhou e o juiz se tornou ministro do novo governo.

Por isso, é preciso intensificar a mobilização pela liberdade de Lula, agora mais que nunca. Não existem provas para justificar a prisão do ex-presidente. Por outro lado, provas não faltam para comprovar a conspiração política dos golpistas.

O PCO estará realizando, em todo país, aos domingos, nas áreas mais movimentadas das capitais e cidades grandes, um mutirão do coleta de assinaturas para um abaixo-assinado com o objetivo de anular todos os processos contra o ex-presidente.

Essas atividades serão fundamentais para reunir a militância em torno da libertação do ex-presidente e da luta contra o golpe. Trata-se de uma pauta que se une à luta pela derrubada do governo Bolsonaro e a realização de novas eleições; tem que anular os processos contra Lula e as eleições de 2018.

Essa luta, por si, tem como objetivo mobilizar, desde já, em torno do ato pela anulação dos processos contra Lula. O ato, que também foi uma deliberação do Comitê Central do PCO, irá ocorrer em Curitiba, onde o ex-presidente está preso, no dia 16 de agosto.

Relacionadas