Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit

Em três dias do Fórum Social Mundial que ocorreu Salvador, na Universidade Federal da Bahia, o Partido da Causa Operária e o Comitê de Luta Contra o Golpe de Salvador distribuíram mais de 20 mil cartazes contra a prisão de Lula e 8 mil adesivos contra a prisão de Lula e contra a intervenção militar no Rio de Janeiro.

A campanha fio de extrema importância e revelou o grande apoio contra a prisão de um dos maiores líderes da esquerda da América Latina. Diante da quantidade de pessoas, da perseguição política e da possibilidade real de prisão de Lula, os integrantes do Fórum Social Mundial pediam os materiais e contribuíam de diversas maneiras com a campanha, pegando os materiais e contribuindo financeiramente.

Houve uma enorme repercussão da campanha, tanto que foi colocada pela imprensa local. Veja aqui um dos vídeos da imprensa local.

As pessoas pegavam os materiais para distribuir em suas cidades e seus países, e foram registradas centenas de cidades que as pessoas levavam cartazes e adesivos para colar nas ruas, escolas, casas e locais de trabalho. As cidades foram Patos/PB, Mucugê/BA, Santo Sé/BA, Itamaraju/BA, Teixeira de Freitas/BA, Itabuna/BA, Belém/PA, Altamira/PA, Natal/RN, Recife/PE, Jaboatão dos Guararapes/PE, Ariquemes/RO, Pau-Brasil/BA, Itacoatiara/PA, Aracaju/SE, Buerarema/BA, Tocantinópolis/TO, entre muitas outras.

Os cartazes também foram para diversos países, como Paraguai, Argentina, Perú, Venezuela, Colômbia, México, Finlândia, Itália, França, Alemanha, Espanha, Irã, Angola, Marrocos, entre outros.

É importante mostrar que todos os cartazes e adesivos foram financiados pela campanha realizada dentro do FSM pelos militantes do PCO e do Comitê de Luta Contra o Golpe de Salvador.

Muitos integrantes do FSM pegavam de 50 a 200 cartazes para realizar colagens com pessoas em suas cidades para ampliar a campanha contra o golpe e, principalmente, contra a prisão de Lula.

A atividade foi um enorme acerto político, pois revelou a enorme receptividade da campanha contra a prisão de Lula e contra o golpe de Estado, pelos brasileiros e pelos visitantes de outros países.

Isso mostra a enorme disposição da população em apoiar a campanha e lutar contra a prisão de Lula. É necessário ampliar a campanha e colocar a classe trabalhadora nas ruas para evitar a prisão de Lula e derrotar o golpe de Estado.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas