Menu da Rede

É preciso um dia nacional de paralisação das categorias

Defesa de Bolsonaro

Pazuello, os generais e a CPI que vai dar em “pizza”

Forças Armadas se mostram-se apoiadoras de Bolsonaro

Foto de Pazuello – Foto: Reprodução

As ações recentes em defesa de Bolsonaro realizadas pelas Forças Armadas mostram que o presidente fascista tem um espaço político na Defesa brasileira. Quer dizer, os dois ocorridos envolvendo o general Pazuello, primeiramente o seu habeas corpus do depoimento na CPI da COVID e, em segundo lugar, a não divulgação pública de uma punição contra o general da ativa pela sua presença no ato bolsonarista, mostram que há uma inclinação clara dos militares pela defesa das posições do presidente.

A presença permitida do general da ativa no governo brasileiro, em primeiro lugar, coloca o próprio governo Bolsonaro em uma posição confortável em relação às Forças Armadas: para defender a sua própria imagem como instituição, é preciso agir de forma a conter os escândalos contra o governo na questão da pandemia. Essa questão justifica a ação das Forças Armadas no sentido de liberar Pazuello do depoimento da CPI da Covid. Nesse sentido, é preciso lembrar, que o próprio Pazuello, como ministro, passou pelas piores situações da pandemia no governo, ou seja, foi um dos maiores responsáveis dentro do governo pelo desastre do coronavírus.

Desde a crise da falta de oxigênio em Manaus, até os mais de três mil mortos diários, todos ocorreram na gestão do militar. Quer dizer, se há alguém que poderia causar um grande estrago no governo Bolsonaro na situação da CPI seria o próprio Pazuello, por seu conhecimento sobre toda a tragédia. A sua presença nas Forças Armadas, contudo, as impelem a proteger politicamente o general no sentido de proteger a sua própria imagem. Dessa maneira, portanto, acabam por beneficiar o próprio governo Bolsonaro que sai praticamente ileso da CPI da Covid que tende a “dar em pizza”.

Já a reação das Forças Armadas em relação à presença de um general da ativa em um ato público ligado ao governo, fato que faz frente a determinação legal que impede a manifestação política de qualquer membro da ativa do exército, é uma coisa interessante. Em lugar de fazer uma declaração pública para a punição de Pazuello, a mando de Bolsonaro, a ação disciplinar fica apenas sob conhecimento do exército. Dessa forma, portanto, as Forças Armadas não precisam se opor diretamente ao apoio em favor a Bolsonaro, mas, garantindo a continuidade do controle das próprias bases do exército, contêm a tendência de polarização política dentro da instituição no sentido de manter os poderes hierárquicos sobre os soldados. 

Sobre isso, Hamilton Mourão, vice-presidente da República e general da reserva faz a seguinte declaração: “Acho que não há risco de polarização das Forças Armadas. Acho que o episódio será conduzido à luz do regulamento , isso tem sido muito claro em todos os pronunciamentos dos comandantes militares e do próprio ministro da Defesa”.

Essa declaração, longe de negar a tendência de politização das Forças Armadas, mostra que há um receio dessa mesma politização. Na realidade, o controle estrito das bases militares pelas forças armadas é importante, inclusive para, mesmo apoiando Bolsonaro, manter uma base de manobra em relação a ele. Quer dizer, não deixar que os soldados sejam orientados politicamente diretamente por Bolsonaro como acontece na política.

A você que chegou até aqui,

agradecemos muito por depositar sua confiança no nosso jornalismo e aproveitamos para fazer um pequeno pedido.

O Diário Causa Operária atravessa um momento decisivo para o seu futuro. Vivemos tempos interessantes. Tempos de crise do capitalismo, de acirramento da luta de classes, de polarização política e social. Tempos de pandemia e de política genocida. Tempos de golpe de Estado e de rebelião popular. Tempos em que o fascismo levanta a cabeça e a esquerda revolucionária se desenvolve a olhos vistos. Não é exagero dizer que estamos na antessala de uma luta aberta entre a revolução e a contrarrevolução. 

A burguesia já pressentiu o perigo. As revoltas populares no Equador, na Bolívia e na Colômbia mostraram para onde o continente caminha. Além da repressão pura e simples, uma das armas fundamentais dos grandes capitalistas na luta contra os operários e o povo é a desinformação, a confusão, a falsificação e manipulação dos fatos, quando não a mentira nua e crua. Neste exato momento mesmo, a burguesia se esforça para confundir o panorama diante do início das mobilizações de rua contra Bolsonaro e todos os golpistas. Seus esforços se dirigem a apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe, substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular. O Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra a burguesia, sua política e suas manobras. 

Diferentemente de outros portais, mesmo os progressistas, você não verá anúncios pagos aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos de maneira intransigente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Trabalhamos dia e noite para que o DCO cresça, se desenvolva e seja lido pelas amplas massas da população. A independência em relação à burguesia é condição para o sucesso desta empreitada. Mas o apoio financeiro daqueles que entendem a necessidade de uma imprensa vermelha, revolucionária e operária, também o é.  

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com valores a partir R$ 20,00. Obrigado.

SitesPrincipais
24h a serviço dos trabalhadores

DCO

O jornal da classe operária
Sites Especiais
Blogues
Movimentos
Acabar com a escravidão de fato, não só em palavras
Cultura

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.