Demissões na FIESP
Milhares de trabalhadores em todo estado estão sendo demitidos pela Fiesp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
(São Paulo - SP, 11/06/2019) Presidente da República, Jair Bolsonaro durante a execução do Hino Nacional.
Foto: Alan Santos/PR
Paulo Skaf inimigo da classe trabalhadora | Foto: Reprodução

A Fiesp que muito já lucrou com a destinação de verbas estatais para a entidade capitalista ao longo de décadas, para desenvolvimento das áreas sociais, culturais e educacionais, agora com 3 meses de paralização nos serviços milhares de funcionários foram e estão sendo demitidos. Já no começo de março mais de 800 trabalhadores terceirizados, tiveram o fim dos seus empregos por conta do cancelamento de muitos contratos do Sesi-SP com as empresas terceirizadas. Há 15 dias 250 professores de esporte em 53 cidades do estado foram mandados embora e inúmeras atividades de formação esportiva e de esporte de alto rendimento foram extintas. Quase ao mesmo tempo centenas de trabalhadores e artistas ligados a parte cultural do Sesi SP, tiveram a porta da rua como serventia da casa.

Agora nesta primeira semana de junho, há várias denúncias de demissões em áreas como secretarias de escolas, inspetores de alunos entre outros.

Em comunicados oficiais a entidade Sesi-SP (Braço educacional e esportivo da Fiesp) com tamanha canalhice diz que tem feito esforços para preservar o quadro funcional, mas que há queda de arrecadação causada pela desaceleração econômica e pela inadimplência, que os teatros só devem reabrir no próximo ano.

Esse é mais um dos resultados do golpe de Estado estimulado e patrocinado diretamente pela FIESP e por Paulo Skaf que atuaram de maneira direta no ataque ao governo de Dilma Rousself e no financiamento de agrupamentos fascistas, como àqueles que permaneceram acampados durante muito tempo em frente ao endereço da Fiesp em São Paulo, até a esquerda coloca-los para correr. O que importa para os pais dos capitalistas é o lucro, trabalhador para eles são um mero número. É necessário o levante dos trabalhadores que começa a se colocar no país para lutar contra os golpistas como a Fiesp, que destrói o país e o futuro dos trabalhadores.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas