Crise no governo
Paulo Marinho, ex-suplente de Flávio Bolsonaro, que admitiu em uma entrevista recente que a PF agiu em favor de Bolsonaro nas eleições, irá depôr a essa mesma PF sobre esse caso
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
bolsonaro (1)
Bolsonaro |

Da redação – O empresário e ex-suplente de Flávio Bolsonaro, Paulo Marinho, irá depôr à Polícia Federal sobre como a própria Polícia Federal agiu em favor de Jair Bolsonaro nas eleições de 2018, avisando Flávio que Queiroz seria investigado, dando tempo da família afastar seu tesoureiro. A Polícia Federal também retardou as investigações, para que elas não atrapalhassem as eleições.

O fato de que o próprio órgão acusado é o órgão responsável pela investigação, por si só, demonstra como as instituições não devem receber nenhuma confiança do povo brasileiro. É necessária uma ampla mobilização pelo Fora Bolsonaro, só a classe trabalhadora tem poder de mudar os rumos dos acontecimentos e dar fim ao golpe de estado que se iniciou em 2016.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas