HAMBURGUER_1
SHARE
COMANDO DE GREVE

Análise Política da Semana traz uma aula de história do Brasil

Coronavírus na classe operária

Patrões deliberadamente expõem trabalhadores à contaminação

Os trabalhadores serão os mais atingidos pela pandemia, pois continuam expostos aos piores perigos de contaminação

Trabalhadores de telemarketing. –

Desde o início da pandemia, o Ministério Público do Trabalho (MPT) recebeu de todo o país mais de 2.400 denúncias nas empresas que expõem os trabalhadores aos riscos de se contaminar com o vírus: o não distanciamento em, pelo menos, um metro de um trabalhador do outro, e não fornecimento de informações adequadas, nem itens de higiene como álcool gel, luvas e máscaras.

Essas denúncias apenas representam uma parcela pequena do que está ocorrendo nas fábricas, pois os trabalhadores já vivem e trabalham em lugares insalubres. É preciso ampliar a quarentena para todos os trabalhadores, ampliar os exames massivamente e construir diversos hospitais

A direita golpista sempre teve esse objetivo, esmagar a classe operária, a pandemia somente exacerbou a situação que já era latente. O desemprego e a intensificação  da miséria se aprofundou muito com o golpe de 2016, o estado mínimo para o povo já estava à todo vapor.

É mais um problema que a classe operária tem que enfrentar na sua vida cotidiana, já enfrentam a miséria, a falta de hospitais, o descaso dos meios de transporte, a falta de saneamento básico, acidentes de trabalho, falta de higiene nas empresas e horários exaustivos de trabalho. Um inimigo letal

Seguindo o princípio bolsonarista de que os trabalhadores têm de garantir o lucro dos patrões independentemente das condições de trabalho. A política é a de que pouco importa se o trabalhador vai contrair o vírus,  o que importa é a grana no bolso do patrão. É por essas e outras questões que os sindicatos não podem simplesmente fechar.

O trabalhador como sempre está entregue à própria sorte se depender dos patrões, e é preciso que os sindicatos não tirem férias, pois os trabalhadores já estão pagando pela crise, com demissões e corte de salários. Diante disso é preciso organizar um plano de lutas para impedir que os trabalhadores sejam os que vão pagar pela crise.

É preciso organizar os trabalhadores, pois a luta de classes está sempre presente, e na guerra atual são os trabalhadores os maiores prejudicados. A CUT, que é a maior e a real central sindical deve convocar imediatamente a reabertura dos sindicatos e convocar um congresso do povo para lutar pelo Fora Bolsonaro e propor medidas para conter a pandemia.

A você que chegou até aqui,

agradecemos muito por depositar sua confiança no nosso jornalismo e aproveitamos para fazer um pequeno pedido.

O Diário Causa Operária atravessa um momento decisivo para o seu futuro. Vivemos tempos interessantes. Tempos de crise do capitalismo, de acirramento da luta de classes, de polarização política e social. Tempos de pandemia e de política genocida. Tempos de golpe de Estado e de rebelião popular. Tempos em que o fascismo levanta a cabeça e a esquerda revolucionária se desenvolve a olhos vistos. Não é exagero dizer que estamos na antessala de uma luta aberta entre a revolução e a contrarrevolução. 

A burguesia já pressentiu o perigo. As revoltas populares no Equador, na Bolívia e na Colômbia mostraram para onde o continente caminha. Além da repressão pura e simples, uma das armas fundamentais dos grandes capitalistas na luta contra os operários e o povo é a desinformação, a confusão, a falsificação e manipulação dos fatos, quando não a mentira nua e crua. Neste exato momento mesmo, a burguesia se esforça para confundir o panorama diante do início das mobilizações de rua contra Bolsonaro e todos os golpistas. Seus esforços se dirigem a apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe, substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular. O Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra a burguesia, sua política e suas manobras. 

Diferentemente de outros portais, mesmo os progressistas, você não verá anúncios pagos aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos de maneira intransigente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Trabalhamos dia e noite para que o DCO cresça, se desenvolva e seja lido pelas amplas massas da população. A independência em relação à burguesia é condição para o sucesso desta empreitada. Mas o apoio financeiro daqueles que entendem a necessidade de uma imprensa vermelha, revolucionária e operária, também o é.  

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com valores a partir R$ 20,00. Obrigado.

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.