Patrão dos golpistas: secretário de Defesa dos EUA veio dar instruções a generais brasileiros

James-Mattis

Vigilante Noturno é o nome da máquina aérea de guerra que trouxe ao Brasil James Mattis, secretário de defesa dos Estados Unidos. O burocrata veio à colônia dar orientações ao governo golpista sobre como proceder com relação à Venezuela.

Diante da dócil plateia da escola superior de guerra, Mattis repetiu velhas acusações ao governo Maduro e camuflou  como solidariedade ao povo venezuelano seu interesse de substituir o governo soberano por um time subserviente como é o caso do Brasil.

O secretário também se reuniu com os ministros da Defesa, Joaquim Silva e Luna, e das Relações Exteriores, Aloysio Nunes. A pauta foi cooperação militar, o que vindo do regime mais assassino da história indica planos sombrios para o nosso subcontinente.

Fiel a doutrina de escavar democracia com bombas em países ricos em petróleo, conforme se vê no Oriente Médio, o imperialismo estadunidense vem buscar no Brasil uma ampla e base de apoio para sua guerra contra os povos da América Latina.

O governo golpista vergonhosamente se curva, traindo assim um país vizinho e ameaçando toda a sua população.

Mais do que nunca, é preciso derrotar o golpe.