Passo adiante para roubar aposentadoria dos trabalhadores: governo já definiu líderes no Legislativo

21nov2018---a-deputada-eleita-joice-hasselmann-psl-sp-participa-de-reuniao-do-psl-no-hotel-melia-em-brasilia-1542834176786_v2_1920x1280

O governo golpista de Bolsonaro já definiu quem serão os parlamentares responsáveis por articular o roubo da aposentadoria dos trabalhadores no Legislativo. No Congresso Nacional essa tarefa ficará sob a incumbência de Joice Hasselmann, deputada do PSL-SP. Hasselmann foi escolhida por Bolsonaro para ser a líder do governo Congresso Nacional. Junta-se ao Major Vítor Hugo também do PSL-GO líder do governo Câmara e a Fernando Bezerra Coelho do MDB-PE, líder do governo no Senado.

Estas figuras extremamente direitistas estarão encarregadas de garantir, atendendo aos interesses dos capitalistas e banqueiros,  a aprovação da “reforma” da Previdência, ou seja, fim do direito da aposentadoria. Para garantir que a proposta seja de fato aprovada, o governo golpista abandonou completamente a demagogia em relação à chamada “nova política”, e passou a adotar a velha prática da direita de compra de votos, do suborno descarado.

O governo está oferecendo nada mais nada menos do que R$ 10 milhões para cada deputado que votar a favor do projeto na Câmara, ou seja, estão vendendo um direito elementar da população com um único objetivo: atender o interesse pelos lucros cada vez maiores dos banqueiros e empresários.

Os golpistas agem assim de maneira ditatorial, passando por cima dos interesses dos trabalhadores. A única forma de resistir de maneira consequente a essa proposta é por meio da mobilização popular. A Central Única dos Trabalhadores deve colocar como perspectiva de luta para todos os trabalhadores a greve geral. Esta mobilização, no entanto, não deve se restringir à luta contra a reforma, mas colocar em cheque todo o regime golpista, o que somente poderá ser feito por meio da luta contra o governo Bolsonaro. Levantar as palavras de ordem de Fora Bolsonaro e Liberdade para Lula.