Israel
Coalização de Netanyahu se desfaz ao não conseguir aprovar orçamento. Novas eleições serão necessárias.
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Israeli Prime Minister and head of the Likud party Benjamin Netanyahu delivers a statement to the media in Kfar Maccabiah, Ramat Gan on February 21, 2019. Photo by Tomer Neuberg/Flash90
Benjamin Netanyahu. | Foto: Tomer Neuberg/Flash90

O parlamento israelense foi, novamente, dissolvido hoje. O fracasso na aprovação do orçamento anual forçou o primeiro ministro fascista Benjamin Netanyahu a dissolver a casa e convocar novas eleições. Será a quarta eleição num período de dois anos, mostrando a instabilidade política no país.

Netanyahu, de extrema-direita, governava em uma coalização com o Azul e Branco, um partido de direita, estilo “centrão brasileiro”, porém foi traído, o que fez o bloco a desintegrar-se, forçando novas eleições.

Gantz, líder do Azul e Branco, que possuia um pacto com Netanyahu para que este deixasse o poder novembro de 2021, a fim de que Gantz tomasse sua posição, afirma nunca ter confiado em Netanyahu.

Duas coisas ficam claras com a situação: (1) Israel enfrenta grande crise política; (2) tanto Netanyahu quanto Gantz estão seguindo suas próprias agendas, o que significa que não são elementos que representam a classe trabalhadora israelense.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas