Parar o País no dia 14 de junho, pelo fora Bolsonaro, eleições gerais e liberdade para Lula

Reforma_cut_002

No dia 15 de maio, mais de um milhão de pessoas foram às ruas para protestar contra o governo . Inicialmente, os atos foram convocados por entidades ligadas ao movimento estudantil e à categoria dos professores. No entanto, logo as manifestações receberam a adesão de diversos setores, transformando-se em uma ampla mobilização contra a direita golpista, pelo fora Bolsonaro e pela liberdade de Lula.

No dia 30 de maio, novamente o país foi tomado por manifestações populares. Isso mostra a crescente disposição de acabar com o governo de guerra contra o povo.

No próximo dia 14 de junho, a CUT, sindicatos, partidos, organizações estudantis e movimentos populares diversos estão convocando um dia de paralisação e de manifestações. Nesse sentido é preciso colocar em marcha uma intensa campanha de agitação e convocação para a greve geral no dia 14 de junho e as manifestações, contra o governo fascista de Jair Bolsonaro, nos locais de trabalho, fábricas, escolas, universidades e nos bairros.

Fora Bolsonaro e todos os golpistas

Eleições gerais

Liberdade para Lula

Não à reforma da Previdência

Aposentadoria baseada no salário da ativa, com 25 anos para mulheres e 30 anos para homens

Que os capitalistas paguem pela crise capitalista

Contra o desemprego, redução da semana de trabalho para 35 horas

Não às privatizações, cancelamento das já realizadas

Controle dos trabalhadores sobre as empresas estatais

Fim do controle dos bancos sobre a economia, estatização de todo o sistema financeiro

Nada de cortes, mais verbas para a educação, controle das escolas e universidades pela comunidade educacional

Não ao rebaixamento do salário mínimo, por um salário mínimo vital

Abaixo a destruição da CLT

Direito de greve, autonomia dos sindicatos em relação ao Estado capitalista

Por um governo dos trabalhadores da cidade e do campo

Neste sábado, dia 8, participe também da Plenária de organização da Greve Geral do dia 14. A Plenária é importante para organizar as atividades e confecção de materiais para a formação de um grande Bloco pelo Fora Bolsonaro e Liberdade para Lula no dia da greve geral.