Paralisar 100% das escolas e universidades

dsc_3446

Desde o início da articulação do golpe, com o processo farsa do Impeachment, os professores tem desenvolvido um protagonismo, pois é um setores mais atacados nos últimos anos.

O dia quinze de maio, os professores novamente reacenderam o movimento que estava adormecido com as últimas eleições de 2018, como na luta contra a derrubada da Dilma, os professores foram as ruas pedir a derrubada do governo Bolsonaro-Mourão.

Dia 30 de maio, juntamente com os estudantes, a UNE, fizeram uma nova manifestação para continuar colocando em xeque o governo ilegítimo de Bolsonaro. Os diversos setores da educação pública e privada vão paralisar o país inteiro na greve geral contra os ataques do governo inimigo da educação.

Neste dia 14/06, vamos nos unir a todos aos operários das fábricas, dos transportes, das refinarias etc. e a todos os trabalhadores e realizar um protesto ainda maior no dia de paralisação de “greve geral”.. Vamos parar 100% as escolas e universidades e sair às ruas para derrotar os ataques do governo (cortes na Educação, roubo das aposentadorias, privatizações etc.) e gritar “fora Bolsonaro”, “fora todos os golpistas”.

Os professores, funcionários e estudantes vão estar mais uma vez nas ruas, aprendendo e ensinando a mais importante lição, a de que a nossa luta pode derrotar nossos inimigos e arrancar nossas conquistas. Escolas e universidades de todo o país paralisarão suas atividades. Vamos nos somar aos atos nas suas cidades, sobretudo nas capitais e exigir a derrubada do governo Bolsonaro nas ruas, evitando que a burguesia tome a iniciativa e consiga estabilizar o governo bolsonarista com ou sem Bolsonaro.

Nos atos, junte-se às colunas pelo Fora Bolsonaro e pela Liberdade do Lula!!!