Até contágio diminuir
Presidente de extrema-direita Mario Abdo Benitez prorrogou medida adotada há quatro meses
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Paraguay's President Mario Abdo Benitez gestures as he makes declarations at the Lopez palace in Asuncion, Paraguay, August 1, 2019.  REUTERS/Jorge Adorno
Presidente paraguaio Mario Abdo Benitez | Foto: Jorge Adorno/Reuters

O presidente do Paraguai, o fascista e golpista Mario Abdo Benitez, declarou que as fronteiras de seu país com o Brasil permanecerão fechadas. Benitez é um aliado do presidente ilegítimo Jair Bolsonaro na América Latina, mas acabou tendo de tomar a medida por causa do desastre total que tem sido o coronavírus no Brasil. O Paraguai tem apenas 4 mil infecções registradas e 36 mortes até o momento, enquanto o Brasil já ultrapassou os 84 mil óbitos por COVID-19. Desde 24 de março os limites entre Brasil e Paraguai estão fechados.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas