Menu da Rede

Rui Pimenta: “Doria pode ser o candidato principal da burguesia”

Inimigo dos trabalhadores

Para relembrar: Covas demitiu funcionários da saúde na pandemia

Com o aumento das morte por Covid ,Bruno Covas acha a solução: demitir funcionários da saúde pública

Bruno Covas rindo enquanto o povo morre aos milhares –

Brunos Covas, na sua implacável generosidade, deu um presente de Natal e de Ano Novo para os funcionários municipais da  saúde da cidade de São Paulo. O maravilhoso presente em Dezembro de 2020 foi a demissão. Trabalhadores dos  hospitais municipais do Campo Limpo, do Tatuapé, do Jabaquara e da Mooca tiveram drasticamente a diminuição do quadro de funcionários com  a demissão de  centenas de trabalhadores que prestavam serviço sob o regime de contratos emergenciais.  

Para ver o tamanho do desastre, só no  Hospital do Campo Limpo, 68 profissionais foram demitidos, mesmo já estando com um número insuficiente para toda a demanda.

A demissão por si só já é um ataque às condições de vida dos trabalhadores, assim como um sucateamento das condições de funcionamento dos hospitais, e já é motivo para se rebelar.. Mas todos esses trabalhadores, funcionários da saúde, foram demitidos no meio de uma pandemia que já matou em torno de 500 mil pessoas. Essa sim é uma verdadeira prova dos interesses da direita, representada aqui por Bruno Covas, que não teve pudor em demitir no momento em que é preciso ampliar o número não só de trabalhadores da saúde como de hospitais.

Cabe aqui mostrar que o único ganho dessas demissões foi o aumento da quantidade de mortes. Que até combina com o sobrenome do Bruno: Covas. Tendo diminuído o quadro de funcionários da saúde, os hospitais ficaram superlotados, lotados até os corredores, com homens e mulheres sem serem atendidos na hora certa para evitar mortes. E o resultado foi consequente aumento da quantidade de mortes diárias, inclusive dos trabalhadores.

Com a morte desse elemento da direita, vários esquerdistas começaram a pedir orações e até desejaram conforto para a família Covas. Porém, essa mesma família vem há anos, como é demonstrado com essas demissões em meio à pandemia, criando condições para a morte dos pobres. Por isso não há motivos para se sensibilizar com a morte desse inescrupuloso que, em todos os anos de vida pública, tudo que fez foi um ataque ao povo pobre e trabalhador.

 Ser contra os trabalhadores é a política do PSDB, e todos os seus membros, inclusive Covas,  têm a tarefa de garantir os lucros da burguesia, independentemente da vida  e da morte de milhares de homens, mulheres e crianças.

Bruno Covas foi um árduo agente da morte. As 30 mil mortes na cidade de São Paulo são obra desse elemento reacionário e inimigo dos pobres. Com sua morte nada mudará, mas é preciso mostrar que ele foi um genocida e nada fez para conter o avanço da Covid, pelo contrário, ao demitir trabalhadores da saúde e não testar a população, não distribuir máscaras, álcool gel e pagar a cada pessoa um salário mínimo, fez com que o povo ficasse vulnerável e desprotegido, tendo a incerteza que vai terminar o dia vivo.

A você que chegou até aqui,

agradecemos muito por depositar sua confiança no nosso jornalismo e aproveitamos para fazer um pequeno pedido.

O Diário Causa Operária atravessa um momento decisivo para o seu futuro. Vivemos tempos interessantes. Tempos de crise do capitalismo, de acirramento da luta de classes, de polarização política e social. Tempos de pandemia e de política genocida. Tempos de golpe de Estado e de rebelião popular. Tempos em que o fascismo levanta a cabeça e a esquerda revolucionária se desenvolve a olhos vistos. Não é exagero dizer que estamos na antessala de uma luta aberta entre a revolução e a contrarrevolução. 

A burguesia já pressentiu o perigo. As revoltas populares no Equador, na Bolívia e na Colômbia mostraram para onde o continente caminha. Além da repressão pura e simples, uma das armas fundamentais dos grandes capitalistas na luta contra os operários e o povo é a desinformação, a confusão, a falsificação e manipulação dos fatos, quando não a mentira nua e crua. Neste exato momento mesmo, a burguesia se esforça para confundir o panorama diante do início das mobilizações de rua contra Bolsonaro e todos os golpistas. Seus esforços se dirigem a apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe, substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular. O Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra a burguesia, sua política e suas manobras. 

Diferentemente de outros portais, mesmo os progressistas, você não verá anúncios pagos aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos de maneira intransigente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Trabalhamos dia e noite para que o DCO cresça, se desenvolva e seja lido pelas amplas massas da população. A independência em relação à burguesia é condição para o sucesso desta empreitada. Mas o apoio financeiro daqueles que entendem a necessidade de uma imprensa vermelha, revolucionária e operária, também o é.  

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com valores a partir R$ 20,00. Obrigado.

SitesPrincipais
24h a serviço dos trabalhadores
O jornal da classe operária
Sites Especiais
Blogues
Movimentos
Acabar com a escravidão de fato, não só em palavras
Cultura

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.