Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit

No último dia 22 de março, enquanto o Supremo Tribunal Federal julgava se aceitava ou não julgar o mérito do habeas corpus preventivo do ex-presidente Lula, militantes e ativistas se reuniram na entrada do Tribunal em Brasília para protestar contra as arbitrariedades cometidas pela justiça golpista contra o ex-presidente Lula.

Os manifestantes levantavam a palavra de ordem de “Lula Livre” e se colocavam contra a prisão do ex-presidente. Durante as falas, o ex-ministro chefe da Secretaria Geral do governo Dilma Rousseff, Gilberto Carvalho, declarou que se os golpistas quiserem prender Lula, terão que “passar por cima do Partido dos Trabalhadores e que haverá resistência”.

De fato, o ex-ministro está certo, é necessário resistir à prisão de Lula. A única forma de impedir a prisão do ex-presidente é por meio da mobilização popular nas ruas.

A decisão provisória do STF, não muda em nada esta situação e reafirma a necessidade de uma ampla mobilização dos explorados e de suas organizações de luta para impedir a prisão de Lula e derrotar o golpe.

No próximo dia 26 estão marcadas vigílias em várias cidades do País contra a prisão do ex-presidente, é preciso intensificar essa campanha e convocar atos em todos os lugares contra a prisão de Lula.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas