Greve geral na Bolívia
Após autoridades bolivianas decretarem o adiamento das eleições, os sindicatos camponeses chamaram greve geral e fecharam rodovias
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
marcha_cob_y_fabriles_por_cierre_de_enatex_1220160602
Central Obrera Boliviana | Foto: Reprodução

Nesta segunda-feira (3) Os sindicatos camponeses da Bolívia bloquearam rodovias a ação faz parte das medidas previstas na greve decretada pela categoria contra a decisão de adiar as eleições presidenciais do país. A greve foi decretada após as autoridades locais decidirem adiar as eleições pela terceira vez.

Bloqueios acontecem em cinco dos nove departamentos e forçaram a suspensão de viagens rodoviárias entre as principais cidades, incluindo La Paz, Cochabamba e Santa Cruz.

Segundo o dirigente da Central Operária Boliviana (COB) Juan Carlos Huarachi para a agência de noticias Pátria Latina: “O povo diz que basta de improvisação e quer um governo democrático. Esse duro protesto exige que o acordo das eleições em 6 de setembro seja cumprido” o dirigente da Central Operária Boliviana (COB) Juan Carlos Huarachi.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas