Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
sindipetro MG
|

A greve nacional dos petroleiros se somou à greve dos caminhoneiros, abrindo assim uma crise imensa dentro do bloco golpista. Neste sentido, o Sindipetro/MG denunciou em sua imprensa online ameaça aberta ao direito de greve dentro da Petrobras.

Após o aumento da multa de R$ 500 mil para R$ 2 milhões, de quarta para quinta-feira, foi denunciado a ordem dos patrões – à mando dos imperialistas que estão roubando a empresa -, de ameaçar os trabalhadores com medidas liminares ou cartas de intimação interna na forma de sanções contra os grevista. E não para por ai: segundo nota do sindicato, os patrões mantiveram trabalhadores na Regap (Refinaria Gabriel Passos) mais de 40 horas ininterruptas presos no trabalho para que não fizessem a greve, havendo muitos relatos de operadores que se sentiram mal e precisaram ir ao setor médico.

Os petroleiros denunciaram a situação com uma ação de cárcere privado na tarde do dia 30 e um oficial de Justiça esteve na refinaria na madrugada desta quinta-feira, 31. No entanto, o Sindicato não foi notificado da decisão para acompanhar o oficial e a situação de abuso se mantém.

O caso também foi denunciado à Comissão de Direitos Humanos da Assembleia Legislativa de Minas e da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB).

É essa a situação de escravidão que os capitalista querem para os trabalhadores!

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas