Para controlar as máquinas de propaganda, fascistas cortam incentivos à cultura

PoderIdeias-JairBolsonaro-Bolsonaro-Almoco-Paiantella-Poder360-08mai2018-FotoSergioLima

A investida da camarilha fascista e golpista, que liderada por Jair Bolsonaro usurpou o poder no país, contra a cultura é parte de uma política mais ampla que visa o controle dos principais meios de difusão de conhecimento, informação pensamento etc. É a fascistização da ideologia geral por meio do controle total das máquinas de propaganda. Essa política se  dá em foi estágios, a censura à Cultura, ao conhecimento a arte que seja desfavorável de alguma maneira ao plano do governo, a o financiamento dos seus próprios ideólogos.

Uma primeira medida nesse sentido é  o controle estrito do financiamento Estatal da  Cultural, o qual se impõe a primeira barreira (censura).  O governo Bolsonaro, por meio do Ministério da cidadania, já que eliminaram o ministério da cultura, pretende um novo fundo de “apoio” a cultura, concentrando  20% dos investimentos de Estatais, o fundo de cerca de R $ 36 milhões será para promover pequenos projetos culturais, as Estatais que antes tinham seus próprios sistemas de seleção de projetos, passaram recursos para o governo Bolsonaro selecionar os projetos culturais e artísticos a receber investimentos. É uma clara tentativa de promover não a cultura, mas o bolsonarismo, adotando o controle ideológico do Estado Bolsonarista.

De outro lado o governo publicará em breve uma instrução Normativa na lei de incentivo a cultura (lei Rouanet) o sentimento na classe artística é de apreensão, pois não participaram bem minimamente das transformações que pretendem a equipe bolsonarista na lei, que sempre foi alvo da extrema-direita. O Estado Bolsonarista parece estar agindo coesamente, o TCU,em um ataque inédito a cultura nacional, determinou a paralisação imediata do fluxo de investimento da Ancine (Agência Nacional de Cinema ) na cadeia audiovisual por discordar da forma como se dá a prestação de contas da agência.

É um ataque coordenada que está apenas no início e que tem como objetivo sufocar toda a opinião divergente, todo o conhecimento e todo pensamento crítico, assim como toda manifestação da sensibilidade em favor da ideologia Bolsonarista.