Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit

Em entrevista para a Band News FM, o general Augusto Heleno, ex-chefe das tropas brasileiras a serviço da ocupação imperialista no Haiti, defendeu que todo comandante militar, desde os sargentos, tenha autorização para assassinar na intervenção militar do Rio de Janeiro.

O general aconselha a mudança na regra de engajamento das operações para que os militares possam matar cidadãos que tenham uma “intenção hostil”. Ele mesmo reforça a flexibilidade da regra, que torna o critério para a ação letal subjetiva.

O Rio de Janeiro está sob intervenção militar após determinação de decreto assinado pelo presidente golpista Michel Temer. O governador Luiz Fernando Pezão (PMDB) entregou o controle do Rio de Janeiro para as Forças Armadas a pedido do presidente, do mesmo partido. Feito isso, o interventor passa a controlar a Polícia Civil, a Polícia Militar, os bombeiros e administração penitenciária e o secretário de Segurança Pública do Rio de Janeiro, Roberto Sá, renuncia.
Na prática, a administração do estado do Rio de Janeiro está sob o comando general do Exército Walter Souza Braga Netto, atual líder do Comando Militar do Leste (CML).

O general Augusto Heleno, que deu as declarações na Band News, é um dos principais líderes do movimento golpista que retirou a presidenta Dilma Rousseff do cargo e é apoiado por pelo menos 68 associações de militares da reserva para suceder a Presidência da República.

Em 2017, os militares realizaram inúmeras atividades de formação, treinamento e simulação em diversas regiões de todo o Brasil, preparando-se para a atuação cotidiana das Forças Armadas em meio à população civil. Agora, os militares já têm o controle político do segundo estado mais importante do País. Os golpistas estão se preparando para uma guerra social contra a população a medida que aprofundam o golpe de Estado, prendem lideranças políticas e entregam as riquezas nacionais ao imperialismo.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas