A arte de lucrar com a crise
O governador do golpista PSDB João Doria, com a política genocida de volta às aulas, de manter funcionando de forma totalmente precária os transportes, finge combater o COVID-19

Por: Redação do Diário Causa Operária

Responsável pelo maior contingente de contaminados e mortos pelo coronavírus, o governador do estado de São Paulo, João Doria Junior, o “científico” do golpista PSDB, resolveu montar uma fábrica de multas contra a população.

Apesar de sua atitude genocida, a qual pode se ver nas dezenas de milhares de mortos e milhões de contaminados, Doria está levando o povo para o cemitério, na medida em que não toma nenhuma medida contra o que realmente está contaminando o povo, que são os transportes públicos e, agora, as escolas. Nas escolas, conforme dados recentes, já foram registrados mais 1700 casos após a volta às aulas presenciais, no entanto esse número está aumentando muito rapidamente, no entanto, o “científico” está aproveitando a pandemia para lucrar e fez funcionar a indústria de multas contra a população. Já foram aplicadas 286 multas, um confisco descarado contra o povo.

O farsante “científico” decidiu assassinar os profissionais da educação, os alunos e os familiares, bem como, os trabalhadores e usuários dos transportes de todo o estado, e se mostra incapaz de vacinar o povo. Seus subordinados foram à busca de valores que podem chegar até R$ 10.2 milhões em multas.

Conforme anunciado no jornal Agora, da venal Folha de S. Paulo, da última segunda-feira (01), o desvio das regras sujeitas aos estabelecimentos a autuações com base no Código Sanitário prevê multa de até R$ 290 mil. Pela falta do uso de máscara, que é obrigatória, a multa é de R$ 5.278 por estabelecimento, por infrator. Como pessoas sem a proteção facial em espaços coletivos também podem ser multadas em R$ 551.

Segundo o Procon, equipes de fiscalização vistoriaram 105 estabelecimentos que prestam atividade não essencial e autuaram 41 deles por desrespeito à regra de restrição de circulação entre 23h e 5h, uso obrigatório de máscaras e distanciamento social.

Como empresas flagradas, diz o Procon, pode ser multadas em até R$ 10,2 milhões. No entanto ninguém vê falar que o “científico” vai pagar qualquer multa por sua atitude genocida contra a população, aliás, que está fazendo uma caixinha para, quem sabe, se candidatar às eleições, ou mesmo pelos mais de 60 mil mortos, onde não havia testes, muito menos condições mínimas de atendimento à população contaminada, como hospitais, leitos, equipamentos respiradores, etc., mesmo os profissionais da saúde se ressentem de falta de insumos básicos para o combate à pandemia e agora nem vacina.

É preciso exigir que tenha vacina para toda a população, que o governo Doria, que governa o estado mais rico do país, se vire e arrume as vacinas, para vacinar toda a população, que quebre das patentes se for o caso. Pelo fim da farsa de que estão combatendo o COVID-19 das 23h00 às 5h00, enquanto durante o dia inteiro, ou seja das 5h00 às 23h00, o equivalente a 18 horas a contaminação se alastra muito rapidamente. São medidas que só devem ser tomadas através uma ampla mobilização popular.

Send this to a friend