Cartolas vs povo
Pressionada pelos cartolas, a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) decidiu seguir a linha dos golpistas e ignorar por completo a real situação do país.
Maracana
Torcidas vs covid-19 | Reprodução
Maracana
Torcidas vs covid-19 | Reprodução

Quando se fala na possibilidade de lucro, os capitalistas ignoram toda a moral estabelecida e todos os assuntos tornam-se secundários diante do capital. Pressionada pelos cartolas, a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) decidiu seguir a linha dos golpistas e ignorar por completo a real situação do país. Após ter recebido aval do Governo Federal, a CBF não tardou em ceder aos apelos dos capitalistas e colocará em prática plano de retorno de público nos estádios de futebol.

O estudo acerca da proposta de retorno de até 30% de torcida nos estádios já fora aprovado pelo Ministério da Saúde. Fica, portanto, a cargo dos governos estaduais e municipais a realização de seus próprios protocolos e que eles mesmos adotem medidas sanitárias apropriadas. Essa situação, porém, pode piorar – visto que esse percentual pode ser aumentado.

Era tudo o que os cartolas queriam. A maioria dos empresários do esporte é a favor da volta dos torcedores nos jogos de futebol. Assim como o governo Bolsonaro, querem o retorno do público mesmo com a pandemia fora de controle e sob ocultação de informações intensificada pela imprensa burguesa. Essa mesma mídia golpista vem fazendo um amplo trabalho de alienação quanto a questão dos riscos da pandemia. Enquanto os casos aumentam em diversos estados e municípios, a imprensa golpista procura empurrar goela abaixo a volta às aulas, o retorno ao funcionamento de todas as instâncias econômicas. É como se o coronavírus, sabe-se lá como, tivesse sumido; isso sem o menor combate por parte dos governos.

Há, entretanto, o uso da demagogia em torno da questão. João Dória (PSDB/SP), governador de São Paulo, que vetou o retorno mantém tudo na cidade funcionando. A falta de interesse político em combater a pandemia do coronavírus não é novidade para ninguém. A volta aos estádios será uma reprodução das demais atividades que os trabalhadores estiveram e estão obrigados a realizar; tudo com alta exposição ao vírus – sem qualquer proteção. Os empresários querem permitir que esse mesmo trabalhador volte aos estádios e ginásios para gerar lucros para os capitalistas, até porque, se morrer o problema é dos trabalhadores.

Relacionadas
Send this to a friend