Do fique em casa à vacina
O reaparecimento do corona vírus com aumento dos números deixa evidente que em nenhum momento nada foi feito para conter a pandemia, o que há é uma farsa da burguesia contra o povo
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
EXwujwoXkAABoWO
Trabalhadores são condenados ao vírus no transporte coletivo | Foto: reprodução
EXwujwoXkAABoWO
Trabalhadores são condenados ao vírus no transporte coletivo | Foto: reprodução

O ano de 2020 está chegando ao fim e a pandemia que se iniciou no país no início do ano continua presente, nenhuma das medidas fraudulentas implantadas pela burguesia e defendidas por amplos setores da esquerda surtiram efeito, ao contrário só serviram como pretexto para mais ataques aos trabalhadores. Com a farsa montada, os capitalistas fizeram toda a economia reabrir e milagrosamente mesmo sem nada sendo feito fizeram a pandemia desaparecer. Sem mais conseguir esconder a pandemia ela reapareceu em um quadro que se mostra tanto ou mais alarmante.

Tão logo a pandemia de coronavírus teve início no país no início deste ano, a burguesia decidiu que nada seria feito efetivamente para combater o vírus ou proteger a população, todos os esforços do estado burguês foram prontamente direcionados não para o povo que morria aos montes, mas sim para os capitalistas que já em março recebiam mais de um trilhão de reais do governo para se manterem enquanto para a população foi dado um auxílio miserável de R$600 reais.

O auxílio emergencial, por sua vez se mostrou um mecanismo da burguesia para conter a revolta popular diante dos ataques contra a classe trabalhadora, como retirada de direitos trabalhistas fundamentais, desemprego, fome, despejos, e tantos outros que aliados ao total descaso com a pandemia têm levado a classe trabalhadora e a população mais pobre à completa miséria. O auxílio emergencial foi rebaixado para R$300 reais e existe a possibilidade de ser cessado de vez, o mesmo não se pode dizer dos ataques da burguesia contra os trabalhadores. Em todos estes meses de pandemia o povo está largado à própria sorte e absolutamente nada de efetivo foi feito para barrar a pandemia e evitar as contaminações e mortes, o que fez com que o Brasil tivesse um dos piores cenários nos mais diversos aspectos.

A iniciativa adotada pela burguesia para fingir que algo estava sendo feito foi a deplorável campanha do “fique em casa” cujo único intuito era aterrorizar e enganar a população colocando a culpa do desastre da pandemia no povo, uma vez que a grande medida contra o Covid-19 seria não sair de casa mas para a maioria esmagadora da população ficar em casa significaria dentre outras coisas morrer de fome, isto porque nunca houve nada aliado ao isolamento como testagem em massa, distribuição de álcool em gel, máscaras e luvas remédios ou alimentos para a população, diferente do que era feito em países que tomaram outras medidas junto com o isolamento social, que sequer é a medida mais eficaz, muito menos se for aplicada isoladamente.

A farsa do “fique em casa” estava evidente desde o início, ainda assim a esquerda pequeno burguesa entrou e defendeu a campanha burguesa com unhas e dentes mesmo quando isto implicava se colocar contra os interesses dos trabalhadores, como por exemplo em nome do fique em casa a esquerda esvaziou completamente os movimentos de rua, único mecanismo capaz de fazer a classe trabalhadora se insurgir contra os ataques que estavam sofrendo em meio à pandemia, mais que isto a pequena burguesia apoiou a repressão contra o povo.

O fique em casa logo foi completamente deixado de lado pelos capitalistas que forçaram a reabertura da economia e obrigou os trabalhadores a voltarem às suas atividades mesmo com o aumento das mortes pelo vírus- que veio a aumentar ainda mais com a reabertura da economia- como se nada estivesse acontecendo os patrões obrigaram os trabalhadores a trabalharem em condições de risco de contaminação sem sequer distribuição de máscaras e álcool em gel e a se amontoarem em transportes públicos lotados- que por sinal em nome da pandemia teve frotas e horários de ônibus e metrôs reduzidos, o que não faz nenhum sentido se para evitar o contágio é preciso evitar que as pessoas se aglomerem.

Por outro lado, a pequena burguesia completamente alheia às necessidades do povo continuou defendendo o fique em casa, não em relação ao trabalho e ao verdadeiro genocídio dos trabalhadores para manter os capitalistas, mas sim para esbravejar contra o exercício dos direitos mais fundamentais da população como o direito à manifestação ou contra o direito do povo pobre e trabalhador que era obrigado a trabalhar exposto ao vírus durante toda a semana resolviam ir à praia nos finais de semana, defendendo inclusive mais repressão. Tudo isto muito bem amparado pela imprensa burguesa que retrata os trabalhadores como verdadeiros selvagens por não seguir a cartilha mentirosa do fique em casa que nunca se aplicou à classe trabalhadora.

Com as eleições a pandemia foi suspensa, até mesmo pela esquerda e pela imprensa, os casos milagrosamente diminuíram, as mortes também, até mesmo os míseros hospitais de campanha improvisados começaram a ser fechados, houve até quem defendesse a volta às aulas e em muitos lugares de fato voltaram levando milhares de estudantes a ficarem expostos à doença em escolas que sequer tinham água nos banheiros. Mas a pandemia não foi esquecida nas eleições, choveu demagogia tanto da esquerda como da direita com o assunto, além disso o corona vírus foi prontamente lembrado pela justiça eleitoral para retirar mais direitos do povo e dos partidos políticos de esquerda em detrimento da burguesia e dos partidos do regime golpista, com proibições absurdas de panfletagens, comícios, carreatas e até reuniões, isto enquanto todo o resto estava operando normalmente.

As eleições terminaram e o terror da pandemia voltou, os casos que magicamente haviam desaparecido voltaram a crescer, na última quarta-feira (16) foram registrados mais de 900 novas mortes em 24 horas, número muito próximo dos registrados em meses considerados críticos da pandemia no país quando eram registrados cerca de mil mortes por dia. Com esta situação e povo cada vez mais revoltado contra a burguesia que tem promovido seu genocídio, seria esperado que a esquerda mobilizasse a população contra seus inimigos e para exigir medidas realmente capazes de conter a pandemia fossem tomadas, visto o fiasco do fique em casa, mas não é isto que tem acontecido. A burguesia agora tem um outro osso para a esquerda pequeno-burguesa morder: a vacina.

Assim como faziam com o fique em casa, esta esquerda tem defendido mais uma vez o programa da burguesia, da direita golpista a quem chamam de direita científica uma vez que aplicam as medidas mais fascistas possíveis contra os trabalhadores usando como base uma suposta base científica, o que deixa a esquerda confusa e perdida. Tão perdida ao ponto de defender elementos como João Dória e a obrigatoriedade de o povo tomar a vacina proposta por ele.

A vacina e o fique em casa devem ser vistos concretamente, são medidas que estão sendo usadas pela burguesia para defender seus interesses contra os interesses dos trabalhadores como ficou mais que comprovado com o fique em casa. Estas medidas sozinhas não são suficientes para acabar com a pandemia, estão servindo como distração para que o estado burguês não seja cobrado do que realmente deve fazer mas não tem o menor interesse, uma vez que seu único intuito é direcionar todos os esforços para salvar a si próprios enquanto os trabalhadores são exterminados.

É preciso abandonar as ilusões nos golpistas e mobilizar a classe trabalhadora em torno dos seus interesses e contra seus algozes que já mataram quase 200 mil durante a pandemia, nada virá da burguesia, só o povo organizado e nas ruas pode conseguir que suas reivindicações sejam atendidas

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas