Vídeo
O pároco defendeu que os padres devem falar sim de política
20200705160354708849o (1)
O pároco durante a missa | Foto: reprodução
20200705160354708849o (1)
O pároco durante a missa | Foto: reprodução

O padre Edson Adélio Tagliaferro, da Igreja Matriz Nossa Senhora das Dores, da cidade de Artur Nogueira, no interior de São Paulo, criticou duramente o presidente fascista, Jair Bolsonaro (sem partido) em meio à missa.

“Vocês querem que eu fale aquilo que todo mundo fala, que não deixam ele trabalhar? Não! Bolsonaro não presta. Bolsonaro não vale nada. E quem votou nele devia se confessar, pedir perdão a Deus pelo pecado que cometeu, porque elegeu um bandidopara presidente”, pregou o pároco.

Adélio frisou ainda que o padre deve falar sobre o assunto na homilia. “Muitas pessoas dizem: padre, cuidado com o que você fala na homiliaporque tem gente que não gosta. Ué, o que a gente tem que falar na homilia, senão aquilo que Deusnos pede para falar. Se a gente tá vendo que o governo não presta, o padre não pode falar que o governo não presta porque o povo não quer ouvir isso?”.

Relacionadas
Send this to a friend