Os trabalhadores dos frios dizem: tem que ir pra cima dos patrões

Nesta sexta-feira (6) os trabalhadores nas indústrias de Carne e do Frio realizarão assembleia da categoria para decidir sobre o descaso dos patrões quanto à campanha salarial de 2016/2017, cujo acordo deveria ter sido fechado em novembro, período da data base.

Os patrões que sempre choram, na maior cara de pau,  disseram desta vez que os produtos aumentaram acima inflação, e que só podiam reajustar os salários dos trabalhadores em apenas 1,83%. Em se tratando de alimentos, os patrões estão rebaixando os salários, uma vez que o principal produto dos patrões, a carne subiu muito acima do percentual oferecido, ou seja, mais de 10%.

Todo o mês tinha reajuste desse produto, enquanto os trabalhadores somente uma vez por ano, pelo menos nos anos anteriores, porque já vai completar dezoito meses que os salários não são reajustados.

Os trabalhadores em frigoríficos já disseram que não vão aceitar esmola dos patrões.

Os representantes do Sindicato dos Trabalhadores dos Frios e da Carne fizeram varias assembleias regionais e a resposta dos operários é de vão se organizar dentro de fábrica e mobilizar os companheiros à assembleia desta sexta-feira (6), pois não dá para ficar indefinidamente sem que os patrões paguem o que estão devendo. “Eles ganham rios de dinheiro e ainda querem nos fazer de palhaços, temos que ir para cima deles”, disseram os operários em nas reuniões regionais.