“Os dias de Ortega estão contados”: John Bolton já antecipa Nicarágua como novo alvo após imperialismo atacar a Venezuela

daniel-ortega1

Da redação – O conselheiro de Segurança Nacional dos Estados Unidos, John Bolton, afirmou ontem (20) em sua conta no Twitter que “os dias de [Daniel] Ortega estão contados e o povo nicaraguense logo será livre”, em referência a uma indicação recente do presidente norte-americano, Donald Trump.

Essa declaração foi um ataque direto à soberania nacional da Nicarágua e quase uma declaração de guerra, absurdamente golpista, demonstrando o forte interesse do imperialismo norte-americano em derrubar o governo de Daniel Ortega, histórico líder da Frente Sandinista de Libertação Nacional (FSLN).

Em 2017, violentos protestos foram organizados na Nicarágua contra o governo de Ortega, patrocinados pelo imperialismo através de ONGs norte-americanas (como a NED, USAID ou Freedom House) e realizados pela direita golpista.

Foi um golpe de Estado, que deixou centenas de mortos (todos atribuídos pela direita e a imprensa imperialista ao governo nacionalista), mas que fracassou graças à mobilização dos trabalhadores, que são a base de apoio da FSLN.

Agora, com um iminente invasão militar imperialista contra a Venezuela, o governo dos EUA já pensa no futuro do continente latino-americano após uma eventual vitória e derrocada do presidente legítimo, Nicolás Maduro.

E estão corretos: caso consigam derrubar Maduro e destruir o chavismo (sua ampla organização popular e operária, a maior de toda a América Latina, talvez com exceção de Cuba), os imperialistas abrirão caminho para a conquista de todo o continente e a derrubada dos governos nacionalistas e operários que restaram, como os de Nicarágua, Cuba e Bolívia.

Esse é um dos principais motivos pelos quais os trabalhadores latino-americanos devem se mobilizar imediata, ampla, unitária e revolucionariamente contra a intervenção imperialista na Venezuela, porque a derrota da Venezuela será uma pesada derrota para todo o proletariado latino-americano e mesmo mundial.