Menu da Rede

TSE antidemocrático prepara fraude nas eleições

Morticínio sem fim

Os crimes de Israel, mesmo depois do cessar-fogo

O sionismo criminoso desconhece até mesmo o acordo de cessar-fogo por eles assinado, pois mantém os ataques militares à Faixa de Gaza

Os habitantes dos territórios ocupados vivem sob estado de terror permanente, ameaçados pelos ataques israelenses – Foto: “Reprodução”

É cada vez mais notória a política de guerra e extermínio que o Estado de Israel mantém contra os povos árabes, em especial contra a sofrida população palestina, há décadas submetida às maiores e bárbaras atrocidades e violações perpetradas pelo sionismo criminoso e genocida. Vem sendo assim há muitos anos, desde quando houve a criação oficial do Estado judeu na década de quarenta do século passado, através de decisão da Organização das Nações Unidas (ONU).

Como é sabido, o exército sionista bombardeou de forma incessante e criminosa a Faixa de Gaza por onze dias consecutivos, no mês de maio, deixando no território legitimamente palestino um saldo de horror, morte e tragédia. Foram registradas pelo menos 257 mortes, entre elas 66 crianças, mas também mulheres e idosos. Violando o acordo de cessar-fogo por ele (Israel) mesmo assinado, a força aérea sionista voltou a executar incursões no território sitiado, agora no mês de junho, sob a alegação de ter como alvo instalações militares do Hamas. Além dos bombardeios, os israelenses dispararam mísseis contra diversos locais supostamente pertencentes a grupos armados na Faixa de Gaza. Na cidade de Jabaliya, um edifício da administração civil foi atingido, da mesma forma como ocorreu durante os ataques diários no mês de maio.

A ONU que reconheceu e homologou a criação do Estado de Israel é a mesma que já aprovou, através do seu plenário, em diversas reuniões e assembleias, dezenas, talvez centenas de resoluções condenando os israelenses pelo tratamento criminoso que os sionistas dispensa aos palestinos e à população árabe em Israel. A ONU também já fez aprovar diversas outras resoluções exigindo a retirada do exército de ocupação dos territórios palestinos. Israel nunca, em nenhuma ocasião, se dispôs a acatar e cumprir as resoluções.

No Conselho de Segurança da ONU, Israel tem como aliado estratégico e fiel o imperialismo norte-americano, que impede qualquer votação que condene as ações terroristas do Estado sionista, uma espécie de aliança, um pacto para manter a opressão contra os palestinos e os povos árabes em seu conjunto. Os EUA, sob qualquer administração – democrata ou republicana – é o alimentador principal da enorme máquina de guerra que Israel mantém na região, destinando bilhões de dólares para manter de pé seu principal enclave político e militar no Oriente Médio.

A você que chegou até aqui,

agradecemos muito por depositar sua confiança no nosso jornalismo e aproveitamos para fazer um pequeno pedido.

O Diário Causa Operária atravessa um momento decisivo para o seu futuro. Vivemos tempos interessantes. Tempos de crise do capitalismo, de acirramento da luta de classes, de polarização política e social. Tempos de pandemia e de política genocida. Tempos de golpe de Estado e de rebelião popular. Tempos em que o fascismo levanta a cabeça e a esquerda revolucionária se desenvolve a olhos vistos. Não é exagero dizer que estamos na antessala de uma luta aberta entre a revolução e a contrarrevolução. 

A burguesia já pressentiu o perigo. As revoltas populares no Equador, na Bolívia e na Colômbia mostraram para onde o continente caminha. Além da repressão pura e simples, uma das armas fundamentais dos grandes capitalistas na luta contra os operários e o povo é a desinformação, a confusão, a falsificação e manipulação dos fatos, quando não a mentira nua e crua. Neste exato momento mesmo, a burguesia se esforça para confundir o panorama diante do início das mobilizações de rua contra Bolsonaro e todos os golpistas. Seus esforços se dirigem a apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe, substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular. O Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra a burguesia, sua política e suas manobras. 

Diferentemente de outros portais, mesmo os progressistas, você não verá anúncios pagos aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos de maneira intransigente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Trabalhamos dia e noite para que o DCO cresça, se desenvolva e seja lido pelas amplas massas da população. A independência em relação à burguesia é condição para o sucesso desta empreitada. Mas o apoio financeiro daqueles que entendem a necessidade de uma imprensa vermelha, revolucionária e operária, também o é.  

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com valores a partir R$ 20,00. Obrigado.

SitesPrincipais
24h a serviço dos trabalhadores
O jornal da classe operária
Sites Especiais
Blogues
Movimentos
Acabar com a escravidão de fato, não só em palavras
Cultura

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.