Os comitês decidiram: todos a Brasília pela candidatura de Lula, no dia 15

f19fd8d1-45cf-4954-a349-557786f947fd

Durante a Conferência Nacional Aberta de Luta Contra o Golpe, que aconteceu no sábado e domingo passados (21 e 22), foi deliberado pelos comitês que todo esforço deve ser colocado na mobilização do dia 15 de agosto no TSE (Tribunal Superior  Eleitoral) para apoiar a candidatura de Lula.

Neste momento, os golpistas estão desesperados para impedir que Lula, que não para de crescer nas intenções de votos, registre sua candidatura. Sabendo que dia 15 será mais um ponto decisivo no confronto contra os golpistas, os comitês decidiram que mobilizarão, por todos os meios, milhares de pessoas para pressionar o judiciário golpista. A CUT, CMP, MST e Frente Brasil Popular estabeleceram como objetivo levar mais 10 mil pessoas à Brasília, já os comitês, pelo menos, 5 mil pessoas, de todas as regiões do País.

A direita se encontra fragmentada e fragilizada e isso se mostra na impopularidade recordista do governo golpista, e na dificuldade que estes encontram em conquistar algum apoio real para um representante dos partidos burgueses e pró-imperialistas que busque levar adiante a política de destruição da economia nacional e ataque ao povo brasileiro. Por isso mesmo, a esquerda deve aproveitar e unificar sua militância para se manifestar diante do TSE e de todo o judiciário golpista no momento em que será pedido o registro da candidatura de Lula.

A Conferência também aprovou propor para esse dia a realização de uma Assembleia Nacional Popular, unificando todas as organizações dos explorados que lutam contra o golpe, para  impulsionar mobilização a necessária mobilização revolucionária que sirva para barrar a ofensiva golpista, libertar Lula e garantir sua candidatura presidencial.

É importante começar desde já os esforços para organizar o dia 15, levar caravanas de todos os estados do Brasil somando mais de 5 mil pessoas mobilizadas pelos comitês, somente assim, pela pressão popular, é possível derrotar o golpe de estado e levar Lula à presidência..