Os bancários apoiam a Conferência Nacional Aberta de Luta contra o Golpe
Os bancários apoiam a Conferência Nacional Aberta de Luta contra o Golpe

Sindicatos de bancários, como o de São Paulo e Brasília, além da Contraf – Confederação Nacional dos Trabalhadores do Ramo Financeiro da CUT (Central Única dos Trabalhadores) – declararam apoio a Conferência Nacional Aberta dos Comitês de Luta Contra o Golpe a ser realizada em São Paulo no próximo final de semana, 21 e 22 de julho.

O próprio local da realização da Conferência, a Quadra dos Bancários, é um dos palcos mais tradicionais da luta dos trabalhadores bancários, mas, também, de dezenas de outras categorias e movimentos sociais que utilizam a quadra para organizar congressos, encontros e assembleias que são e foram determinantes do ponto de vista da construção e organização do movimento operário, como a própria CUT.

A Conferência ocorre justamente em um período que os bancários estão em data-base e os banqueiros, um dos setores fundamentais do golpe, buscam legitimar e consolidar as draconianas leis aprovadas por ocasião da “reforma” trabalhista e da lei da terceirização, a começar pela não assinatura do pré-acordo, que mantém a vigência das cláusulas assinadas no acordo do ano anterior durante o processo de campanha salarial, uma conquista da categoria consolidada há décadas e que os banqueiros financiadores do golpe querem jogar na lata do lixo.

Portanto, esse é o momento inadiável para colocar a categoria bancária em movimento para lutar contra o golpe e suas consequências e a Conferência, nesse sentido, pode ser o ponto de apoio na busca por unificar todos os setores que lutam contra o golpe, que defendem a liberdade de Lula e apoiam a sua candidatura como única expressão da esquerda na luta contra o golpe.

Bancários de todo o país que querem organizar a luta contra os banqueiros e o golpe de Estado não podem perder essa oportunidade. Participe da Conferência. Inscreva-se nos comitês de sua cidade ou pelo site: www.lutecontraogolpe.com.br