Derrotar a direita golpista
A região Norte é uma das mais afetadas pela pandemia e pela crise econômica. E se já não bastasse essa enorme crise, Bolsonaro coloca em prática uma política de genocídio do povo
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
ato manaus
Foto: Portal do Holanda / Jander Robson | Foto: Portal do Holanda / Jander Robson

Na última semana, a Frente Brasil Popular e a Frente Povo Sem Medo realizaram uma reunião onde foram encaminhadas uma série de mobilizações pelo Fora Bolsonaro em todo o país. A decisão foi um acerto político, mas é necessário organizar a população para sair as ruas e derrotar política genocida de Bolsonaro e da direita golpista.

A região Norte do país vem sofrendo ainda mais com a crise econômica, a pandemia e o governo Bolsonaro. A crise econômica está levando a um empobrecimento muito acelerado da população e a situação de miséria está cada vez mais explícita.

A distância e o isolamento da região em relação aos centros econômicos do país deixaram a região ainda mais vulnerável a pandemia de coronavírus, que chegou com enorme impacto entre a população.

Os casos de contaminação são gigantescos e a situação do sistema de saúde é da pior possível, entrando em colapso na maior parte dos Estados da região. Essa situação leva a um maior número de casos do Brasil em relação a quantidade de habitantes. Os dados do Ministério da Saúde revelam que a região Norte do Brasil é líder no número de casos confirmados de contaminações pelo novo coronavírus por milhão de habitantes. A taxa de 3.740 registros por milhão de habitantes, enquanto nas outras regiões que tem mais casos confirmados em números absolutos, como é o caso do Sudeste e do Nordeste com taxas de 1.486 e 2.099 casos por milhão de habitantes, respectivamente.

Essa situação está intimamente ligada a pobreza e as condições precárias em que vivem a maior parte da população da região, incluindo os indígenas que são ainda mais vulneráveis a doença.

Para piorar essa situação temos na presidência um elemento fascista e contra o povo chamado Jair Bolsonaro que foi eleito através de uma fraude financiada por toda essa direita golpista que supostamente rompeu com Bolsonaro, mas apoia todas as suas medidas de ataque aos trabalhadores: o chamado centrão.

Para reverter esse quadro e derruber Bolsonaro é preciso seguir o exemplo das manifestações que ocorreram nesta terça-feira nas ruas de Manaus e convocar atos em todos os locais possíveis para o próximo dia 13 de junho, dia de mobilização para o Fora Bolsonaro e todos os golpistas que vai somente ocorrer com o povo organizado e nas ruas!
Todos às ruas no dia 13 de junho pelo Fora Bolsonaro.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas