Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit

Durante a Caravana de Lula pelo Rio Grande do Sul, milícias fascistas tem agredido manifestantes do Partidos dos Trabalhadores e seus simpatizantes. Chegando ao ponto de espancarem uma mulher com câncer, que estava com o filho, indo embora do ato, ela ficou hospitalizada e sob base de morfina. Há também pelo menos mais três relatos de mulheres agredidas no mesmo evento.

Deise Mirom é militante petista há 20 anos, ela luta contra um câncer e deixou o hospital na madrugada do dia 24 de março. Chegou a ser derrubada e no chão também recebeu socos e chutes, inclusive no olho. Foi espancada quando estava deixando o ato da caravana do Lula, em Cruz Alta – RS, com o filho de 10 anos. Sua mãe escreveu nas redes sociais: “amigos, sou mãe da Deise ela agradece toda a solidariedade, mas ainda não consegue se manifestar, está muito machucada, com muitas dores e está dopada de morfina!”

Daniele Mendes relatou que quando estava chegando na caravana arrancaram sua bandeira e queimaram.

Ieda Alves também disse que entrando na manifestação foi derrubada no chão e só não foi espancada porque a Brigada impediu.

Suzana Machado Ritter, ao iniciar o ato, estava sozinha, foi cercada, derrubada e levaram sua bandeira. Ela diz que mais doloroso que os ferimentos é ver destruída a bandeira que tinha desde 1989, autografada pelo Lula.

O diretório do PT do Rio Grande do Sul, no dia 23 de março, publicou uma nota em solidariedade às companheiras agredidas. E conclui: “não podemos permitir que esta minoria bandida e covarde ameace a vida das pessoas. Não vão nos intimidar.”

Esses fascistas são, de fato, minoria. O mar de pessoas que apoiam Lula por onde ele passa de ponta a ponta do país torna isso claro. Entretanto, essa minoria age de maneira organizada. Isso significa que se a maioria da população se organizar formando comitês de autodefesa os fascistas não terão vez. O próprio ex-presidente Lula deu o tom: “quando nos derem um tapa não vamos virar o rosto vamos revidar”.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas