Organização criminosa: 54 PMs são presos em SP por grande esquema de tráfico de armas e drogas

PMPM (1)

Da redação – Um número impressionante de policiais militares foi preso ontem (18) em São Paulo, sob acusação de formação de organização criminosa. Os 54 policiais montaram um esquema dentro do 22º Batalhão da Polícia Militar, para criar todo uma rede de relações com traficantes da zona sul. A imprensa burguesa noticiou o fato que dá conta apenas de ações de devolução de drogas e armas apreendidas em troca de grandes valores de propina, porém, o fato nos leva a pensar até onde vão essas relações.  

Segundo a investigação, os policiais estariam em conluio com o Primeiro Comando da Capital (PCC), na zona sul de São Paulo, o que é revelador, no sentido de entender como as armas e drogas chegam aos morros. Não é apenas o fato de as drogas voltarem às periferias que nos vale aqui, mas sim, que, se a polícia leva de volta, é claro que há um grande esquema nacional de entrada de drogas e armas no país para chegar até o povo pobre das favelas. 

O juiz Ronaldo João Roth decretou 59 prisões preventivas e expediu 70 mandados de busca em 19 municípios em 3 Estados (Rio, São Paulo e Minas).

Fica em aberto a questão: será que os 450 policiais que deflagraram as prisões não são policiais traficantes? A corporação já tem inúmeros escândalos como este, não havendo novidade alguma neste novo caso.

Porém, vamos ressaltar aqui um caso que aconteceu na última semana, onde, um bombeiro que trabalhava dentro do GSI, dentro do gabinete da república, foi descoberto como sendo o cabeça de um esquema de tráfico de armas e munição nos morros do Rio de Janeiro. E mais além, vamos lembrar também, que o assassinato da vereadora Marielle Franco e seu motorista Anderson, foi feito através de policiais com munição roubada da Polícia Federal e utilizada em chacinas em São Paulo.

Resumindo, o que a imprensa burguesa não diz mas deve ser acentuado e que a esquerda pequeno-burguesa passa longe: é a burguesia que controla o tráfico internacional de armas, de drogas e tudo que interesse para controlar, escravizar e matar o povo pobre. Colocam drogas nas favelas para escravizar os trabalhadores, para manter o povo negro dentro do tráfico, para culpar os traficantes de serem os “maus” da história, enquanto são os políticos, a polícia e empresários os que controlam tudo mas nunca aparecem.

É preciso denunciar que a direita é uma grande organização criminosa, envolvendo todas essas camadas sociais, a polícia assassina, isso é, todo o sistema capitalista. Essa é a verdadeira face do sistema que escraviza o povo pobre e trabalhador com drogas e mata através da falsa “Guerra às Drogas” exportada dos EUA – país que encarcera quase 2 milhões de pessoas. Como os golpistas querem fazer aparecer, culpam as organizações operárias, movimentos sociais, que lutam por direitos, de serem organizações criminosas, enquanto transformam o país inteiro em um bordel, em um presídio, um campo de concentração.