Menu da Rede

Bolsonaro está com os dias contados?

Outra crise no governo burguês

Orçamento acima do teto faz burguesia falar em “pedalada fiscal”

Desta vez o congresso e o executivo se colocam numa espécie de cheque com tendências ao cheque mate. Com o Orçamento da União aprovado o governo fica entre dois crimes.

Senador Marcio Bittar e Paulo Guedes – Foto: Reproduçãio

Após os entendimentos com o Executivo, o senador Márcio Bittar (MDB-AC), relator do Orçamento de 2021, por pressão dos próprios congressistas, reduziu os valores destinados às despesas obrigatórias e aumentou as para as obras, assim terão mais verbas para beneficiar seus currais eleitorais de olho nas eleições de 2022. 

O orçamento foi aprovado, causando a indignação do presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), do ministério da Economia e de outros setores, segundo reportagem do jornal burguês Estadão. O motivo é que se ele for colocado em prática, deixará o governo sem recursos para pagar as aposentadorias, pensões, bolsa família, seguro desemprego, etc, despesas que são obrigatórias por força de lei. Desta forma, para manter o pagamento de despesas obrigatórias, o governo teria que descumprir o teto de gastos, o que resultaria em “pedalada fiscal”.

Em entrevista ao jornal da burguesia, O Globo, o ex-ministro da economia do governo Sarney (MDB), Maílson da Nóbrega, afirmou que ele é “inexequível”, ou seja, impossível de executar, segundo o próprio Ministério da Economia. 

Para ele, se executado, o orçamento aprovado em algum momento levará ao estouro do teto de gastos, aumentos gigantescos do déficit primário, criará desconfiança nos capitalistas, ocasionando fuga de capitais, desvalorização da moeda, aumento da inflação e dos juros, prejudicará toda a economia e o emprego, além de deixar o estado sem condições de funcionamento, o chamado “shutdown” do governo.

Ainda segundo o ex-ministro da direita, o Ministério da Saúde ficaria sem dinheiro para transportar as vacinas aos estados, em meio ao já colapsado sistema com falta de leitos, UTIs, medicamentos, oxigênio e caminhando rapidamente para 1 milhão de mortos. Ou mesmo para pagar os funcionários, a água, luz, telefone, etc.

Por todo esse impasse, Nobrega sugere que Bolsonaro vete integralmente o orçamento, para que o Congresso o rediscuta desde o início. Se acontecer, será uma decisão inédita no país. Se não ocorrer, o governo ficará entre as “pedaladas fiscais” e o colapso do próprio poder público.

A burguesia está no dilema entre cometer o crime de não executar as despesas obrigatórias, paralisando o Estado e com isso correndo o risco de explosões da revolta dos trabalhadores nas ruas. Ou então terá que lidar com as “pedaladas fiscais”, que foi usada como desculpa para dar o golpe de Estado contra a presidenta Dilma Rousseff (PT) em 2016. A verdadeira intenção é colocar o governo golpista de Bolsonaro na linha, para por em prática a política da burguesia sem causar tanto ruído dentro do regime.

A você que chegou até aqui,

agradecemos muito por depositar sua confiança no nosso jornalismo e aproveitamos para fazer um pequeno pedido.

O Diário Causa Operária atravessa um momento decisivo para o seu futuro. Vivemos tempos interessantes. Tempos de crise do capitalismo, de acirramento da luta de classes, de polarização política e social. Tempos de pandemia e de política genocida. Tempos de golpe de Estado e de rebelião popular. Tempos em que o fascismo levanta a cabeça e a esquerda revolucionária se desenvolve a olhos vistos. Não é exagero dizer que estamos na antessala de uma luta aberta entre a revolução e a contrarrevolução. 

A burguesia já pressentiu o perigo. As revoltas populares no Equador, na Bolívia e na Colômbia mostraram para onde o continente caminha. Além da repressão pura e simples, uma das armas fundamentais dos grandes capitalistas na luta contra os operários e o povo é a desinformação, a confusão, a falsificação e manipulação dos fatos, quando não a mentira nua e crua. Neste exato momento mesmo, a burguesia se esforça para confundir o panorama diante do início das mobilizações de rua contra Bolsonaro e todos os golpistas. Seus esforços se dirigem a apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe, substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular. O Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra a burguesia, sua política e suas manobras. 

Diferentemente de outros portais, mesmo os progressistas, você não verá anúncios pagos aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos de maneira intransigente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Trabalhamos dia e noite para que o DCO cresça, se desenvolva e seja lido pelas amplas massas da população. A independência em relação à burguesia é condição para o sucesso desta empreitada. Mas o apoio financeiro daqueles que entendem a necessidade de uma imprensa vermelha, revolucionária e operária, também o é.  

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com valores a partir R$ 20,00. Obrigado.

SitesPrincipais
24h a serviço dos trabalhadores
O jornal da classe operária
Sites Especiais
Blogues
Movimentos
Acabar com a escravidão de fato, não só em palavras
Cultura

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.